Pelo menos 14 mortos em naufrágio de navio ao largo da Venezuela

Caracas - Pelo menos 14 pessoas morreram num naufrágio de um navio entre a Venezuela e Trindade e Tobago, indicou hoje fonte do governo venezuelano num comunicado.

Segundo a mesma fonte, 11 corpos foram recuperados do mar no sábado à tarde, durante uma missão de rotina de um navio patrulha, ao largo da cidade de Güiria, e hoje três corpos de pessoas (dois homens e uma mulher adultos) deram à costa.

As autoridades estimam que estivessem 30 pessoas a bordo.

Entre as vítimas contam-se ainda quatro homens, quatro mulheres e três crianças, segundo a polícia.

O navio tinha saído da Venezuela em 06 de Dezembro para Trindade, onde os ocupantes foram detidos por imigração ilegal e enviados de volta ao país de origem a bordo do mesmo navio.

Mais de uma centena de venezuelanos desapareceu entre 2018 e 2019 na tentativa de fazer esta travessia.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), mais de cinco milhões de venezuelanos deixaram o país desde 2015, em consequência da crise política e económica que o país atravessa.

Segundo a mesma fonte, 11 corpos foram recuperados do mar no sábado à tarde, durante uma missão de rotina de um navio patrulha, ao largo da cidade de Güiria, e hoje três corpos de pessoas (dois homens e uma mulher adultos) deram à costa.

As autoridades estimam que estivessem 30 pessoas a bordo.

Entre as vítimas contam-se ainda quatro homens, quatro mulheres e três crianças, segundo a polícia.

O navio tinha saído da Venezuela em 06 de Dezembro para Trindade, onde os ocupantes foram detidos por imigração ilegal e enviados de volta ao país de origem a bordo do mesmo navio.

Mais de uma centena de venezuelanos desapareceu entre 2018 e 2019 na tentativa de fazer esta travessia.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), mais de cinco milhões de venezuelanos deixaram o país desde 2015, em consequência da crise política e económica que o país atravessa.