Presidente dos EUA promete a homólogo ucraniano zelar pela integridade da Ucrânia

  • Joe Biden, Presidente dos EUA
O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, comunicou esta quarta-feira ao seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelenski, o “firme compromisso” norte-americano para com a integridade territorial da Ucrânia perante “a agressão” da Rússia.

 

“Os Estados Unidos continuam firmemente comprometidos com a integridade territorial da Ucrânia face à agressão russa. E apoiamos as aspirações euro-atlânticas da Ucrânia”, afirmou Biden, no início da reunião com Zelenski, na sala oval da Casa Branca.

O Presidente norte-americano garantiu que uma das questões na agenda do encontro é saber como Washington pode ajudar Kiev a “avançar com reformas democráticas” para “se integrar completamente” na Europa.

Falando em ucraniano, Zelenski agradeceu a Biden pelo apoio contínuo dos Estados Unidos “à soberania” e “integridade territorial” da Ucrânia.

Este é o primeiro encontro presencial entre os dois líderes, depois de terem falado duas vezes por telefone, nos meses de Abril e Junho.

No quadro da sua visita aos Estados Unidos da América, Zelenski reuniu-se na quinta-feira à tarde com o secretário de Defesa, Lloyd Austin, e com a secretária da Energia, Jennifer Granholm, além de se ter encontrado com o administrador da NASA, Bill Nelson.

De acordo com o gabinete de Zelenski, as reuniões com altos funcionários dos Estados Unidos têm como foco debater questões de segurança, o que inclui a ajuda norte-americana à Ucrânia para resistir ao que considera agressão russa em Donbass, a tensão no mar Negro, a recuperação da Crimeia e a situação do Nord Stream 2, o polémico gasoduto russo-alemão que contornará o território da Ucrânia.

 

“Os Estados Unidos continuam firmemente comprometidos com a integridade territorial da Ucrânia face à agressão russa. E apoiamos as aspirações euro-atlânticas da Ucrânia”, afirmou Biden, no início da reunião com Zelenski, na sala oval da Casa Branca.

O Presidente norte-americano garantiu que uma das questões na agenda do encontro é saber como Washington pode ajudar Kiev a “avançar com reformas democráticas” para “se integrar completamente” na Europa.

Falando em ucraniano, Zelenski agradeceu a Biden pelo apoio contínuo dos Estados Unidos “à soberania” e “integridade territorial” da Ucrânia.

Este é o primeiro encontro presencial entre os dois líderes, depois de terem falado duas vezes por telefone, nos meses de Abril e Junho.

No quadro da sua visita aos Estados Unidos da América, Zelenski reuniu-se na quinta-feira à tarde com o secretário de Defesa, Lloyd Austin, e com a secretária da Energia, Jennifer Granholm, além de se ter encontrado com o administrador da NASA, Bill Nelson.

De acordo com o gabinete de Zelenski, as reuniões com altos funcionários dos Estados Unidos têm como foco debater questões de segurança, o que inclui a ajuda norte-americana à Ucrânia para resistir ao que considera agressão russa em Donbass, a tensão no mar Negro, a recuperação da Crimeia e a situação do Nord Stream 2, o polémico gasoduto russo-alemão que contornará o território da Ucrânia.