Protestos explodem no Peru depois do impeachment de Martín Vizcarra

Lima - Protestos aconteceram em várias cidades do Peru após a decisão do Congresso do país de fazer o impeachment do presidente Martin Vizcarra, informou nesta terça-feira (10) a mídia local.

Conforme informou a agência nacional de notícias La Republica na segunda-feira (9), os protestos ocorreram no centro da capital do Peru, Lima. Centenas de manifestantes foram às ruas enquanto milhares de pessoas expressaram seu desacordo com a decisão do congresso nas redes sociais.

Os manifestantes reuniram-se na praça San Martin, no centro histórico de Lima, e depois foram em direcção ao Congresso para mostrar a sua discordância. A agência relatou confrontos com a Polícia e várias detenções.

Segundo a Rádio RPP, os protestos também ocorreram em várias cidades do país, como Trujillo, Chiclayo e Huancayo. Em Arequipa, a segunda cidade mais populosa do Peru, uma pessoa foi detida após entrar em confronto com a Polícia.

Na segunda-feira, o congresso peruano votou a favor do impeachment de Vizcarra com 105 votos a favor e 19 contra. Vizcarra foi acusado de corrupção e suborno.

Conforme informou a agência nacional de notícias La Republica na segunda-feira (9), os protestos ocorreram no centro da capital do Peru, Lima. Centenas de manifestantes foram às ruas enquanto milhares de pessoas expressaram seu desacordo com a decisão do congresso nas redes sociais.

Os manifestantes reuniram-se na praça San Martin, no centro histórico de Lima, e depois foram em direcção ao Congresso para mostrar a sua discordância. A agência relatou confrontos com a Polícia e várias detenções.

Segundo a Rádio RPP, os protestos também ocorreram em várias cidades do país, como Trujillo, Chiclayo e Huancayo. Em Arequipa, a segunda cidade mais populosa do Peru, uma pessoa foi detida após entrar em confronto com a Polícia.

Na segunda-feira, o congresso peruano votou a favor do impeachment de Vizcarra com 105 votos a favor e 19 contra. Vizcarra foi acusado de corrupção e suborno.