Rússia: Putin classifica tiroteio como "grande desgraça"

  • Vladimir Putin, Presidente da Rússia
Moscovo - O Presidente russo, Vladimir Putin, qualificou o tiroteio hoje (segunda-feira) numa universidade na cidade de Perm como uma "grande desgraça" para a Rússia, com os últimos dados a apontarem para seis mortos e 28 feridos.

"É uma grande desgraça não só para as famílias que perderam uma criança, mas para todo o país", afirmou, em declarações transmitidas pela televisão, apelando também às forças da ordem para esclarecerem os motivos do atirador.

Um estudante matou hoje seis pessoas e feriu pelo menos 28 num tiroteio na universidade estatal de Perm, uma cidade no centro da Rússia, antes de ser ferido por um polícia e detido.

"Nenhuma palavra pode silenciar a dor do luto, destas perdas, especialmente quando se trata de jovens que estavam apenas a começar a sua vida", prosseguiu Putin.

Estes ataques armados aumentaram nos últimos anos na Rússia, levando a leis mais duras sobre o porte de armas.

 

"É uma grande desgraça não só para as famílias que perderam uma criança, mas para todo o país", afirmou, em declarações transmitidas pela televisão, apelando também às forças da ordem para esclarecerem os motivos do atirador.

Um estudante matou hoje seis pessoas e feriu pelo menos 28 num tiroteio na universidade estatal de Perm, uma cidade no centro da Rússia, antes de ser ferido por um polícia e detido.

"Nenhuma palavra pode silenciar a dor do luto, destas perdas, especialmente quando se trata de jovens que estavam apenas a começar a sua vida", prosseguiu Putin.

Estes ataques armados aumentaram nos últimos anos na Rússia, levando a leis mais duras sobre o porte de armas.