UE e Reino Unido retomam negociações para acordo pós-Brexit

  • Boris Johnson, Primeiro Ministro Britanico
Londres - O governo britânico e a União Europeia (UE) retomam no fim de semana as negociações presenciais em busca de um acordo pós-Brexit, que segundo o coordenador da equipe do Reino Unido, David Frost, "continua sendo possível", apesar do pouco tempo restante e das diferenças persistentes.

O chefe dos negociadores europeus, Michel Barnier, anunciou que viajará a Londres durante a tarde, o que encerra vários dias de rumores em Bruxelas sobre se o bloco iria negociar face às "significativas divergências" com os britânicos, após terem sido ultrapassados todos os limites de tempo.

Os contactos presenciais entre as duas equipas foram interrompidos a 19 de Novembro, após um caso de coronavírus na equipe da Barnier. As negociações prosseguiram por videoconferência.

Frost e Barnier retomarão os contactos frente a frente no sábado e prosseguirão de forma diária, afirmou um porta-voz do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, que se negou a estabelecer um prazo final.

"Está tarde, mas um acordo continua a ser possível e vou prosseguir com as negociações até ficar claro que não é mais", postou hoje Frost no Tweeter, antes de destacar que para um bom resultado qualquer tratado "deve respeitar plenamente a soberania do Reino Unido" e "um acordo com outras bases é impossível".

Soberania "não é apenas uma palavra, tem consequências práticas que incluem controlar as nossas fronteiras, decidir por nós mesmos um robusto sistema de controlo de subsídios e controlar a pesca nas nossas águas", afirmou.

O chefe dos negociadores europeus, Michel Barnier, anunciou que viajará a Londres durante a tarde, o que encerra vários dias de rumores em Bruxelas sobre se o bloco iria negociar face às "significativas divergências" com os britânicos, após terem sido ultrapassados todos os limites de tempo.

Os contactos presenciais entre as duas equipas foram interrompidos a 19 de Novembro, após um caso de coronavírus na equipe da Barnier. As negociações prosseguiram por videoconferência.

Frost e Barnier retomarão os contactos frente a frente no sábado e prosseguirão de forma diária, afirmou um porta-voz do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, que se negou a estabelecer um prazo final.

"Está tarde, mas um acordo continua a ser possível e vou prosseguir com as negociações até ficar claro que não é mais", postou hoje Frost no Tweeter, antes de destacar que para um bom resultado qualquer tratado "deve respeitar plenamente a soberania do Reino Unido" e "um acordo com outras bases é impossível".

Soberania "não é apenas uma palavra, tem consequências práticas que incluem controlar as nossas fronteiras, decidir por nós mesmos um robusto sistema de controlo de subsídios e controlar a pesca nas nossas águas", afirmou.