Variante delta ameaça sucesso da China no controlo da covid-19

  • Artérias da cidade de Beijing, China
Pequim - Um surto de coronavírus na cidade chinesa de Nanjing propagou-se para cinco províncias e até Pequim, o que forçou o confinamento de centenas de milhares de pessoas, enquanto as autoridades tentam conter o pior surto de covid-19 há vários meses.

A China gabou-se do sucesso no controlo da pandemia dentro das suas fronteiras depois de impor um primeiro confinamento no início de 2020, quando o vírus se espalhou a partir de Wuhan. Foi nesta cidade do centro do país que se detectou o coronavírus pela primeira vez.

A gestão é afectada agora por um foco da contagiosa variante delta, detectada este mês no aeroporto de Nanjing, na província de Jiangsu (leste), onde foram detectados um total de 184 contágios locais depois que nove trabalhadores do serviço de limpeza testaram positivo a 20 de Julho.

Outras 206 infecções no restante do país foram vinculadas a este foco.

De acordo com uma fonte do departamento de Saúde de Nanjing, Ding Jie, os trabalhadores infectados limparam a cabine de um voo proveniente da Rússia a 10 de Julho.

Centenas de milhares de pessoas foram confinadas na província de Jiangsu. Os 9,2 milhões de habitantes da sua capital, Nanjing, foram submetidos a dois testes de diagnóstico.

No distrito Changping de Pequim, 41.000 pessoas foram confinadas após a detecção de dois casos de contágio local, de acordo com as autoridades da capital.

Estas infecções são os primeiros casos de transmissão local em Pequim em seis meses.

O surto é o mais amplo geograficamente na China em meses e desafia os esforços agressivos do Governo para conter o vírus com exames de diagnóstico em larga escala, confinamentos e rastreamento de casos.

Em Nanjing, também surgiram dúvidas sobre a efectividade das vacinas locais, pois a maioria dos pacientes infectados havia sido imunizada.

A China gabou-se do sucesso no controlo da pandemia dentro das suas fronteiras depois de impor um primeiro confinamento no início de 2020, quando o vírus se espalhou a partir de Wuhan. Foi nesta cidade do centro do país que se detectou o coronavírus pela primeira vez.

A gestão é afectada agora por um foco da contagiosa variante delta, detectada este mês no aeroporto de Nanjing, na província de Jiangsu (leste), onde foram detectados um total de 184 contágios locais depois que nove trabalhadores do serviço de limpeza testaram positivo a 20 de Julho.

Outras 206 infecções no restante do país foram vinculadas a este foco.

De acordo com uma fonte do departamento de Saúde de Nanjing, Ding Jie, os trabalhadores infectados limparam a cabine de um voo proveniente da Rússia a 10 de Julho.

Centenas de milhares de pessoas foram confinadas na província de Jiangsu. Os 9,2 milhões de habitantes da sua capital, Nanjing, foram submetidos a dois testes de diagnóstico.

No distrito Changping de Pequim, 41.000 pessoas foram confinadas após a detecção de dois casos de contágio local, de acordo com as autoridades da capital.

Estas infecções são os primeiros casos de transmissão local em Pequim em seis meses.

O surto é o mais amplo geograficamente na China em meses e desafia os esforços agressivos do Governo para conter o vírus com exames de diagnóstico em larga escala, confinamentos e rastreamento de casos.

Em Nanjing, também surgiram dúvidas sobre a efectividade das vacinas locais, pois a maioria dos pacientes infectados havia sido imunizada.