Washington designa EAU e Bahrain como "principais parceiros de segurança"

  • Bandeira USA
Washington - Os EUA designaram na sexta-feira os Emirados Árabes Unidos e o Bahrain como "principais parceiros de segurança", uma decisão anunciada pela Casa Branca a cinco dias do fim do mandato do presidente norte-americano, Donald Trump.

Segundo um comunicado divulgado pelo gabinete de imprensa da Casa Branca, a designação corresponde a "um estatuto único" que visa reconhecer a "excepcional associação [com Washington] em matéria de segurança", apontando como exemplo "o acolhimento de milhares de soldados, marinheiros [e] aviadores" da marinha dos Estados Unidos e "o compromisso de cada país em contrariar o extremismo violento em toda a região".

"Ambos os países participaram em numerosas coligações dirigidas pelos Estados Unidos nos últimos 30 anos", acrescenta-se no documento.

Na nota, elogia-se também a "determinação e liderança" de ambos os países em "assinar os Acordos de Abraão" com Israel.

Em 15 de Setembro, Israel assinou acordos com os Emirados Árabes Unidos e o Bahrain para normalizar as relações diplomáticas com aqueles países, numa cerimónia na Casa Branca.

Segundo um comunicado divulgado pelo gabinete de imprensa da Casa Branca, a designação corresponde a "um estatuto único" que visa reconhecer a "excepcional associação [com Washington] em matéria de segurança", apontando como exemplo "o acolhimento de milhares de soldados, marinheiros [e] aviadores" da marinha dos Estados Unidos e "o compromisso de cada país em contrariar o extremismo violento em toda a região".

"Ambos os países participaram em numerosas coligações dirigidas pelos Estados Unidos nos últimos 30 anos", acrescenta-se no documento.

Na nota, elogia-se também a "determinação e liderança" de ambos os países em "assinar os Acordos de Abraão" com Israel.

Em 15 de Setembro, Israel assinou acordos com os Emirados Árabes Unidos e o Bahrain para normalizar as relações diplomáticas com aqueles países, numa cerimónia na Casa Branca.