Aberto escritório da CEEAC na Guiné Equatorial

Malabo - O escritório Sub-Regional de Assistência Jurídica dos Estados Participantes na Convenção de Kinshasa sobre Armas Ligeiras e de Pequeno Calibre foi aberto, na sexta-feira, em Malabo, capital da Guiné Equatorial.

Este gabinete, cuja inauguração contou com a presença do embaixador de Angola na Guiné Equatorial, Luvualu de Carvalho, é patrocinado pela Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), o Escritório Regional das Nações Unidas para a Paz e Desarmamento em África (UNREC) e pelo Governo da Guiné Equatorial.

É também financiado pelo Gabinete de Representação do Sistema das Nações Unidas  e pelo Fundo de Afectação Especial da Organização das Nações Unidas para a Paz e o Desenvolvimento.

O escritório está à disposição dos países da África Central para consultas permanentes, estudos e outras acções necessárias para o desarmamento da população civil e não só, e no controlo das armas ligeiras e de pequeno calibre.

A CEEAC é integrada por Angola, Burundi, Camarões, Congo Brazaville, Guiné Equatorial, República Centro Africana, República Democrática do Congo, Rwanda, São Tomé e Príncipe e Chade.