Angola assume presidência da OEACP em 2022

  • Secretário-geral da Organização de Estados de África, Caraíbas e Pacífico, Georges Chicoti  (Arquivo)
Luanda – Angola assume a presidência da Organizaçao dos Estados de África, Caraíbas e Pacífico (OEACP) durante a Cimeira dos Chefes de Estado e Governo, a decorrer de seis a nove de Dezembro de 2022, em Luanda.

A informação foi avançada, esta quarta-feira, em Luanda, pelo secretário-geral da OEACP,  Georges Chikoti, no final de um encontro com o ministro das Relações Exteriores, Téte António.

“Neste encontro tratámos das questões de preparação da Cimeira da OEACP que se realiza em Angola, em Dezembro do próximo ano. Portanto, estivemos a trocar impressões sobre as modalidades técnicas de como é que vamos preparar. E estamos todos engajados”, referiu.

Na ocasião, o responsável agradeceu o apoio que o Governo angolano lhe tem prestado desde que assumiu as funções de secretário-geral da organização, em Março de 2020.

“Como sabe, foi desejo de Angola que concorresse a este posto e tenho tido todo o apoio do Governo”, salientou.

As cimeiras dos Estados ACP realizam-se a cada dois anos em um Estado-Membro. Elas dão aos líderes da organização, com 79 membros, a oportunidade de rever os principais desenvolvimentos de interesse e preocupação dos seus integrantes no cenário internacional em geral, e nos Estados ACP, em particular.

A primeira Cúpula de Chefes de Estado e de Governo dos países ACP foi realizada em Libreville, Gabão, de seis a sete de Novembro de 1997, durante a qual os seus líderes comprometeram-se em reunir-se regularmente. Desde então os países ACP passaram a realizar a sua cúpula a cada dois anos.

O acto constitutivo da OEACP é o Acordo de Georgetown, assinado em 1975. Os seus principais objectivos concentram-se no desenvolvimento sustentável de seus Estados-Membros e na sua integração gradual na economia global.

A informação foi avançada, esta quarta-feira, em Luanda, pelo secretário-geral da OEACP,  Georges Chikoti, no final de um encontro com o ministro das Relações Exteriores, Téte António.

“Neste encontro tratámos das questões de preparação da Cimeira da OEACP que se realiza em Angola, em Dezembro do próximo ano. Portanto, estivemos a trocar impressões sobre as modalidades técnicas de como é que vamos preparar. E estamos todos engajados”, referiu.

Na ocasião, o responsável agradeceu o apoio que o Governo angolano lhe tem prestado desde que assumiu as funções de secretário-geral da organização, em Março de 2020.

“Como sabe, foi desejo de Angola que concorresse a este posto e tenho tido todo o apoio do Governo”, salientou.

As cimeiras dos Estados ACP realizam-se a cada dois anos em um Estado-Membro. Elas dão aos líderes da organização, com 79 membros, a oportunidade de rever os principais desenvolvimentos de interesse e preocupação dos seus integrantes no cenário internacional em geral, e nos Estados ACP, em particular.

A primeira Cúpula de Chefes de Estado e de Governo dos países ACP foi realizada em Libreville, Gabão, de seis a sete de Novembro de 1997, durante a qual os seus líderes comprometeram-se em reunir-se regularmente. Desde então os países ACP passaram a realizar a sua cúpula a cada dois anos.

O acto constitutivo da OEACP é o Acordo de Georgetown, assinado em 1975. Os seus principais objectivos concentram-se no desenvolvimento sustentável de seus Estados-Membros e na sua integração gradual na economia global.