CNE quer comprometimento dos novos comissários provinciais

Caxito – O Presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), Manuel Pereira da Silva, pediu hoje aos novos comissários eleitorais provinciais do Bengo comprometimento com este órgão.

Segundo Manuel Pereira da Silva, a CNE é um órgão apartidário que não defende as organizações políticas ou partidárias que indicam os comissários eleitorais, pelo que os comissários eleitorais devem primar pela isenção, independência, transparência e imparcialidade.

Afirmou que os habitantes da província do Bengo vão exigir dos novos comissários eleitorais um desempenho nos marcos da lei.

No acto foram empossados os comissários eleitorais Clemêncio Queta, Francisco Sebastião e António Assurreira indicados pelo MPLA e designados pela Assembleia Nacional.

A Comissão Provincial Eleitoral no Bengo tem 17 comissários e é presidida por José Pedro Jamba.

Segundo Manuel Pereira da Silva, a CNE é um órgão apartidário que não defende as organizações políticas ou partidárias que indicam os comissários eleitorais, pelo que os comissários eleitorais devem primar pela isenção, independência, transparência e imparcialidade.

Afirmou que os habitantes da província do Bengo vão exigir dos novos comissários eleitorais um desempenho nos marcos da lei.

No acto foram empossados os comissários eleitorais Clemêncio Queta, Francisco Sebastião e António Assurreira indicados pelo MPLA e designados pela Assembleia Nacional.

A Comissão Provincial Eleitoral no Bengo tem 17 comissários e é presidida por José Pedro Jamba.