Bento Bento defende um MPLA forte para próximas eleições

Luanda - O primeiro secretário provincial do MPLA em Luanda, Bento Bento, defendeu hoje, (quinta-feira), o fortalecimento do partido para os desafios do congresso do MPLA que acontece este ano e para as próximas eleições gerais de 2022.

Bento Bento fez  este  pronunciamento no acto político de massas realizado com os militantes e membros da sociedade civil do distrito da Ingombota, município de Luanda. 

O político pediu para que o número de militantes na Ingombota seja consentâneo ao de habitantes, sendo esta uma responsabilidade da OMA e da JMPLA.

Disse que o MPLA deve estar cada vez mais unido, em torno da liderança e da bandeira partidária.

Entretanto,  Albertina André, Adelino Caracol e  Manuel Azevedo, em nome da sociedade civil, solicitaram do primeiro secretário de Luanda do MPLA, resolução dos problemas de energia eléctrica, abastecimento de água potável, saneamento básico e acesso ao emprego para os jovens residentes na circunscrição.

Fazem ainda parte das preocupações apresentadas,  a melhoria das infraestruturas escolares, sanitárias, de lazer e a facilitação no acesso ao crédito para as cooperativas ligadas a Associação de Pesca Artesanal, Semi-industrial e Industrial de Luanda.

Os membros da sociedade civil  chamaram também a atenção para o crescente número  de crianças e mulheres na via pública, bem como a falta de humanização nas maternidades Lucrécia Paim e Augusto Ngangula.

Durante a actividade, o primeiro secretário fez a entrega de uma cadeira de roda ao militante mais destacado do MPLA na Ingombota.

Nesta sexta-feira, Bento Bento vai realizar um encontro do género no distrito urbano do Neves Bandinha.

Bento Bento fez  este  pronunciamento no acto político de massas realizado com os militantes e membros da sociedade civil do distrito da Ingombota, município de Luanda. 

O político pediu para que o número de militantes na Ingombota seja consentâneo ao de habitantes, sendo esta uma responsabilidade da OMA e da JMPLA.

Disse que o MPLA deve estar cada vez mais unido, em torno da liderança e da bandeira partidária.

Entretanto,  Albertina André, Adelino Caracol e  Manuel Azevedo, em nome da sociedade civil, solicitaram do primeiro secretário de Luanda do MPLA, resolução dos problemas de energia eléctrica, abastecimento de água potável, saneamento básico e acesso ao emprego para os jovens residentes na circunscrição.

Fazem ainda parte das preocupações apresentadas,  a melhoria das infraestruturas escolares, sanitárias, de lazer e a facilitação no acesso ao crédito para as cooperativas ligadas a Associação de Pesca Artesanal, Semi-industrial e Industrial de Luanda.

Os membros da sociedade civil  chamaram também a atenção para o crescente número  de crianças e mulheres na via pública, bem como a falta de humanização nas maternidades Lucrécia Paim e Augusto Ngangula.

Durante a actividade, o primeiro secretário fez a entrega de uma cadeira de roda ao militante mais destacado do MPLA na Ingombota.

Nesta sexta-feira, Bento Bento vai realizar um encontro do género no distrito urbano do Neves Bandinha.