Chefe de Estado felicita povo português pelo 10 de Junho

  • Presidente da República, João Lourenço (arquivo)
Luanda – O Chefe de Estado, João Lourenço, felicitou o seu homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa, pela celebração do 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

De acordo com uma nota dos Serviços de Apoio ao Presidente da República a que a ANGOP teve acesso, o estadista destaca, nesta data histórica para a Nação Portuguesa, o percurso notável do povo português, que tem conseguido, com o seu engenho, fazer de Portugal uma referência ao nível global em aspectos relevantes da tecnologia e da ciência.

Na mensagem, realça os esforços para fazer de Portugal um destino acolhedor para vários povos do mundo que se cruzam nesse território e desfrutam da sua diversificada oferta cultural, “expressa através da língua portuguesa que nos une e dinamiza a concretização dos nossos objectivos comuns no quadro da CPLP”. 

Para o Presidente da República, satisfaz constatar que as relações entre os dois países se processam com uma vitalidade crescente, em benefício do contínuo aprofundamento da cooperação bilateral. 

Conclui, augurando sucesso para a Nação Portuguesa.

De acordo com uma nota dos Serviços de Apoio ao Presidente da República a que a ANGOP teve acesso, o estadista destaca, nesta data histórica para a Nação Portuguesa, o percurso notável do povo português, que tem conseguido, com o seu engenho, fazer de Portugal uma referência ao nível global em aspectos relevantes da tecnologia e da ciência.

Na mensagem, realça os esforços para fazer de Portugal um destino acolhedor para vários povos do mundo que se cruzam nesse território e desfrutam da sua diversificada oferta cultural, “expressa através da língua portuguesa que nos une e dinamiza a concretização dos nossos objectivos comuns no quadro da CPLP”. 

Para o Presidente da República, satisfaz constatar que as relações entre os dois países se processam com uma vitalidade crescente, em benefício do contínuo aprofundamento da cooperação bilateral. 

Conclui, augurando sucesso para a Nação Portuguesa.