Edifícios para autarquias em construção no Chongoroi

  • Secretária de Estado da Administração do Território, Laurinda Cardoso
Benguela – Três edifícios residenciais para funcionários envolvidos no processo autárquico começaram a ser erguidos no município do Chongoroi, província de Benguela, apurou esta quinta-feira, a ANGOP.

Os imóveis, cuja primeira pedra para construção foi lançada pela secretária de Estado para Administração do Território, Laurinda Cardoso, e pelo governador de Benguela, Luís Nunes, visam a acomodação dos futuros técnicos autárquicos.

A obra de construção de apartamentos dos tipos T-0, T-1 e T-2, zonas técnicas, campo multiuso, edifício administrativo, de laser e um parque de estacionamento, está orçada em mil milhão e 105 milhões de kwanzas e tem um prazo de execução de 18 meses.

Em declarações à imprensa, Laurinda Cardoso adiantou que o projecto enquadra-se na estratégia do Ministério da Administração do Território, que visa a acomodação dos técnicos autárquicos nos municípios mais recônditos ou naqueles com carências de infra-estruturas habitacionais.

Quanto a execução das obras do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), na província de Benguela, a secretária de Estado e coordenadora do grupo técnico de acompanhamento desse programa disse que, apesar de vários constrangimentos, a maioria decorre a um ritmo razoável.

Contudo, reconheceu existirem obras paralisadas por várias razões, sobretudo por limitações financeiras e de ordem técnica.

Laurinda Cardoso mostrou-se optimista e disse acreditar que todos os projectos em implementação em Benguela, no âmbito do PIIM, possam estar concluídos até o primeiro trimestre de 2022.

A secretária de Estado, que trabalha em Benguela há alguns dias, percorreu nove dos 10 municípios da província, onde radiografou o grau de execução das referidas obras, sobretudo de escolas, postos médicos e policiais, recuperação de troços rodoviários, entre outras.

Testemunharam o acto, a vice-governadora provincial para o sector Político, Social e Económico, Deolinda Valiangula, o administrador municipal do Chongoroi, João Herculano Neto, autoridades tradicionais e convidados.

A província de Benguela testemunhou, em Outubro de 2020, o lançamento da primeira pedra para construção da primeira infra-estrutura administrativa e autárquica do país, no município da Catumbela, pelo secretário de Estado para as Autarquias Locais, Márcio Daniel.

Os imóveis, cuja primeira pedra para construção foi lançada pela secretária de Estado para Administração do Território, Laurinda Cardoso, e pelo governador de Benguela, Luís Nunes, visam a acomodação dos futuros técnicos autárquicos.

A obra de construção de apartamentos dos tipos T-0, T-1 e T-2, zonas técnicas, campo multiuso, edifício administrativo, de laser e um parque de estacionamento, está orçada em mil milhão e 105 milhões de kwanzas e tem um prazo de execução de 18 meses.

Em declarações à imprensa, Laurinda Cardoso adiantou que o projecto enquadra-se na estratégia do Ministério da Administração do Território, que visa a acomodação dos técnicos autárquicos nos municípios mais recônditos ou naqueles com carências de infra-estruturas habitacionais.

Quanto a execução das obras do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), na província de Benguela, a secretária de Estado e coordenadora do grupo técnico de acompanhamento desse programa disse que, apesar de vários constrangimentos, a maioria decorre a um ritmo razoável.

Contudo, reconheceu existirem obras paralisadas por várias razões, sobretudo por limitações financeiras e de ordem técnica.

Laurinda Cardoso mostrou-se optimista e disse acreditar que todos os projectos em implementação em Benguela, no âmbito do PIIM, possam estar concluídos até o primeiro trimestre de 2022.

A secretária de Estado, que trabalha em Benguela há alguns dias, percorreu nove dos 10 municípios da província, onde radiografou o grau de execução das referidas obras, sobretudo de escolas, postos médicos e policiais, recuperação de troços rodoviários, entre outras.

Testemunharam o acto, a vice-governadora provincial para o sector Político, Social e Económico, Deolinda Valiangula, o administrador municipal do Chongoroi, João Herculano Neto, autoridades tradicionais e convidados.

A província de Benguela testemunhou, em Outubro de 2020, o lançamento da primeira pedra para construção da primeira infra-estrutura administrativa e autárquica do país, no município da Catumbela, pelo secretário de Estado para as Autarquias Locais, Márcio Daniel.