Corpo de Ludy Kissassunda já em Luanda

  • Nacionalista Ludy Kissassunda
Luanda - Os restos mortais do nacionalista angolano Ludy Kissasunda, falecido a semana passada em Portugal, chegaram nesta quinta-feira a Luanda.

O corpo foi recebido com honras militares, no terminal militar do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, antes de seguir para a sua residência, e será velado hoje à noite, no Comando do Exército.

O histórico militante e dirigente do MPLA morreu dia 6 do corrente mês, em Setúbal, Portugal, vítima de doença, aos 89 anos de idade.

Ludy kissassunda foi membro do Comité Central e do Bureau Político, eleito na Conferência Inter-Regional de Lundoje, em Setembro de 1974, órgão em que exerceu mandato até ao I Congresso do MPLA, em Dezembro de 1977.

Natural de Kinzau, N'zento, província do Zaire, desempenhou várias funções de direcção e chefia no aparelho central do Estado, com realce para os cargos de director de Informação e Segurança de Angola (1975-1979) e de governador das províncias de Malanje e do Zaire.

O corpo foi recebido com honras militares, no terminal militar do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, antes de seguir para a sua residência, e será velado hoje à noite, no Comando do Exército.

O histórico militante e dirigente do MPLA morreu dia 6 do corrente mês, em Setúbal, Portugal, vítima de doença, aos 89 anos de idade.

Ludy kissassunda foi membro do Comité Central e do Bureau Político, eleito na Conferência Inter-Regional de Lundoje, em Setembro de 1974, órgão em que exerceu mandato até ao I Congresso do MPLA, em Dezembro de 1977.

Natural de Kinzau, N'zento, província do Zaire, desempenhou várias funções de direcção e chefia no aparelho central do Estado, com realce para os cargos de director de Informação e Segurança de Angola (1975-1979) e de governador das províncias de Malanje e do Zaire.