Criada unidade técnica de gestão fronteiriça no Uíge

  • Empossamento dos responsáveis do Comité de Gestão Coordenada de Fronteira no Uíge
Uíge – A província do Uíge conta a partir desta quarta-feira com um Comité de Gestão Coordenada de Fronteira (CGCF), com a finalidade de melhorar a segurança no posto fronteiriço de Quimbata, no município de Maquela do Zombo.

Criado ao abrigo do Decreto Presidencial nº 234/20, de 16 de Setembro, o CGCT visa igualmente permitir maior organização entre os órgãos intervenientes no controlo fronteiriço, conferindo celeridade e redução de custos nas trocas comercais com a República Democrática do Congo (RDC).

Nesta conformidade, foram empossados Núria da Silva Neto para o cargo de coordenadora da Unidade técnica do CGCF, Adriano João Simão (coordenador adjunto), Benedito Quilola (coordenador da Subunidade Técnica) e Mendes Zumba (coordenador adjunto da Subunidade Técnica do Posto Fronteiriço de Qimbata).

Discursando na cerimónia, a vice-governadora provincial para o sector Político, Social e Económico, Maria Cavungo, pediu aos dirigentes do CGCF a primarem pela justiça.

 

 

Criado ao abrigo do Decreto Presidencial nº 234/20, de 16 de Setembro, o CGCT visa igualmente permitir maior organização entre os órgãos intervenientes no controlo fronteiriço, conferindo celeridade e redução de custos nas trocas comercais com a República Democrática do Congo (RDC).

Nesta conformidade, foram empossados Núria da Silva Neto para o cargo de coordenadora da Unidade técnica do CGCF, Adriano João Simão (coordenador adjunto), Benedito Quilola (coordenador da Subunidade Técnica) e Mendes Zumba (coordenador adjunto da Subunidade Técnica do Posto Fronteiriço de Qimbata).

Discursando na cerimónia, a vice-governadora provincial para o sector Político, Social e Económico, Maria Cavungo, pediu aos dirigentes do CGCF a primarem pela justiça.