JMPLA quer participação activa dos jovens nas autarquias

Ndalatando - O primeiro secretário provincial da JMPLA no Cuanza Norte, Félix Cutaba, exortou quarta-feira, em Ndalatando, a juventude angolana a participar activamente na preparação e realização das eleições autárquicas, com vista a dar o seu contributo no desenvolvimento do país.

Em declarações à ANGOP,  a propósito do Seminário Metodológico Provincial sobre a Organização do Trabalho da JMPLA, que decorreu nesta quarta-feira, o responsável afirmou que, por ser um processo novo no país, os jovens querem participar de forma condigna e responsável.

“Nesta altura, constitui desafio da JMPLA a preparação dos jovens para os desafios eleitorais autárquicos, razão pela qual o nosso trabalho está a cingir-se na transmissão de conhecimentos do novo processo político à população, no âmbito da estratégia para a vitória do partido no pleito”, salientou.

Quanto ao seminário metodológico, em que participaram 130 dirigentes e quadros da JMPLA dos 10 municípios da província, avançou que o mesmo vai permitir a revitalização das organizações de base.

“O programa de revitalização vai permitir também aferir o número real dos militantes da organização na província do Cuanza Norte, tendo em conta as eleições gerais de 2022 e as autarquias”, acrescentou.

Durante o seminário, os participantes debateram, entre outros, temas ligados ao crescimento da organização, o processo de quotização, bem como a implementação dos núcleos nos comités de acção do partido.

A JMPLA controla na província do Cuanza Norte mais de 42 mil militantes, distribuídos em 700 organizações de base.

Em declarações à ANGOP,  a propósito do Seminário Metodológico Provincial sobre a Organização do Trabalho da JMPLA, que decorreu nesta quarta-feira, o responsável afirmou que, por ser um processo novo no país, os jovens querem participar de forma condigna e responsável.

“Nesta altura, constitui desafio da JMPLA a preparação dos jovens para os desafios eleitorais autárquicos, razão pela qual o nosso trabalho está a cingir-se na transmissão de conhecimentos do novo processo político à população, no âmbito da estratégia para a vitória do partido no pleito”, salientou.

Quanto ao seminário metodológico, em que participaram 130 dirigentes e quadros da JMPLA dos 10 municípios da província, avançou que o mesmo vai permitir a revitalização das organizações de base.

“O programa de revitalização vai permitir também aferir o número real dos militantes da organização na província do Cuanza Norte, tendo em conta as eleições gerais de 2022 e as autarquias”, acrescentou.

Durante o seminário, os participantes debateram, entre outros, temas ligados ao crescimento da organização, o processo de quotização, bem como a implementação dos núcleos nos comités de acção do partido.

A JMPLA controla na província do Cuanza Norte mais de 42 mil militantes, distribuídos em 700 organizações de base.