Novos magistrados reforçam sector da justiça no Cuanza Norte

Ndalatando - A província do Cuanza Norte conta desde hoje, terça-feira, com quatro novos magistrados para reforçar a actividade da Procuradoria-Geral da República (PGR) na região.

Os quatro profissionais foram apresentados esta terça-feira ao governador da província, Adriano Mendes de Carvalho, que, na ocasião, apelou à observância do rigor no exercício da profissão, sobretudo no programa de combate à corrupção.

Adriano Mendes de Carvalho solicitou ainda aos magistrados no sentido de trabalharem na divulgação das normas legais, prevenção da criminalidade e elevação da consciência jurídica dos cidadãos.

Na ocasião, o governante manifestou a disposição do seu pelouro em cooperar com os órgãos de justiça na facilitação das acções de investigação da PGR, sobretudo em relação à violação das normas de gestão do erário público, visando o reforço da moralização da sociedade.

“Vamos igualmente cooperar na criação de condições de trabalho que assegurem o melhor funcionamento e alargamento da actividade dos órgãos de justiça”, salientou.

Por seu turno, a subprocuradora titular da República no Cuanza Norte, Maria Joaquina Matias Pedro, referiu que a nomeação dos novos procuradores vai contribuir para responder à demanda processual que se regista na região, assim como facilitar o alargamento da actividade do sector.

A PGR no Cuanza Norte está actualmente representada em cinco dos dez municípios da província, nomeadamente Cazengo (sede), Cambambe, Golungo-Alto, Ambaca e Lucala.

Está prevista a abertura de uma representação no município de Samba Cajú, que deverá atender as regiões vizinhas da Banga, Quiculungo e Bolongongo.

A província do Cuanza Norte está situada a 190 quilómetros de Luanda (capital do país) e conta com 10 municípios, ocupando uma extensão territorial de 20.252 quilómetros quadrados.

 

Os quatro profissionais foram apresentados esta terça-feira ao governador da província, Adriano Mendes de Carvalho, que, na ocasião, apelou à observância do rigor no exercício da profissão, sobretudo no programa de combate à corrupção.

Adriano Mendes de Carvalho solicitou ainda aos magistrados no sentido de trabalharem na divulgação das normas legais, prevenção da criminalidade e elevação da consciência jurídica dos cidadãos.

Na ocasião, o governante manifestou a disposição do seu pelouro em cooperar com os órgãos de justiça na facilitação das acções de investigação da PGR, sobretudo em relação à violação das normas de gestão do erário público, visando o reforço da moralização da sociedade.

“Vamos igualmente cooperar na criação de condições de trabalho que assegurem o melhor funcionamento e alargamento da actividade dos órgãos de justiça”, salientou.

Por seu turno, a subprocuradora titular da República no Cuanza Norte, Maria Joaquina Matias Pedro, referiu que a nomeação dos novos procuradores vai contribuir para responder à demanda processual que se regista na região, assim como facilitar o alargamento da actividade do sector.

A PGR no Cuanza Norte está actualmente representada em cinco dos dez municípios da província, nomeadamente Cazengo (sede), Cambambe, Golungo-Alto, Ambaca e Lucala.

Está prevista a abertura de uma representação no município de Samba Cajú, que deverá atender as regiões vizinhas da Banga, Quiculungo e Bolongongo.

A província do Cuanza Norte está situada a 190 quilómetros de Luanda (capital do país) e conta com 10 municípios, ocupando uma extensão territorial de 20.252 quilómetros quadrados.