Diplomata ressalta oportunidades para cooperação Angola-Turquia

  • Embaixador de Angola na Turquia, José Patrício (à esq.)
Luanda – O embaixador de Angola na Turquia, José Patrício, destacou hoje (segunda-feira), em Ankara, que as potencialidades para o crescimento das relações económicas entre os dois países podem ganhar um maior impulso com a visita presidencial.

Em entrevista à Rádio Nacional de Angola (RNA), a propósito da visita de Estado do Presidente João Luurenço, o diplomata angolano referiu que as trocas comerciais entre os dois países, nos últimos tempos, estão avaliadas entre 200 a 250 milhões de dólares e com perspectiva de crescimento ainda maior.

Frisou que, do país euro-asiático, onde o Presidente João Lourenço permanecerá dois dias, é exportado para Angola, sobretudo, muito material de construção civil, mobiliário e produtos alimentares.

Nos últimos tempos, acrescentou, a cooperação bilateral ganha novos contornos, entrando para o domínio da industrialização. Citou, como exemplo, o caso da empresa Tosyali, que está a implementar um projecto mineiro em Cassinga (província da Huíla), que prevê uma extensão para o Namibe, com uma siderurgia, no sentido de se desenvolver um cluster do aço.

Salientou, igualmente, que existem potencialidades para que produtos angolanos possam afirmar-se na Turquia, não apenas em termos de petróleo e derivados, mas outros como a madeira, mármore, bem como alimentos oriundos das áreas das pescas e da agro-pecuária.

“O que tenho observado é que este país importa produtos, como frutas e tubérculos e nós temos isso tudo”, argumentou, acrescentando, ainda, que os angolanos já exportam para a Turquia farinha de peixe e madeira.

Histórico das relações bilaterais

As relações diplomáticas entre Angola e a Turquia datam de 1980 e os dois países já têm acordos de cooperação nos domínios do comércio, agricultura, educação, cultura, defesa, justiça e desporto.

Existe ainda a intenção de assinatura de um acordo, para a criação de uma Câmara de Comércio, no âmbito do reforço da cooperação bilateral.

Em Junho último, delegações dos dois países analisaram a cooperação no sector dos transportes, designadamente na área da aviação civil e das infra-estruturas ferroviárias, com perspectivas de empresários turcos investirem nos sub-sectores marítimo, portuário e ferroviário.

Segundo se soube, a companhia aérea da Turquia poderá começar a operar para Luanda, ainda este ano.

Em entrevista à Rádio Nacional de Angola (RNA), a propósito da visita de Estado do Presidente João Luurenço, o diplomata angolano referiu que as trocas comerciais entre os dois países, nos últimos tempos, estão avaliadas entre 200 a 250 milhões de dólares e com perspectiva de crescimento ainda maior.

Frisou que, do país euro-asiático, onde o Presidente João Lourenço permanecerá dois dias, é exportado para Angola, sobretudo, muito material de construção civil, mobiliário e produtos alimentares.

Nos últimos tempos, acrescentou, a cooperação bilateral ganha novos contornos, entrando para o domínio da industrialização. Citou, como exemplo, o caso da empresa Tosyali, que está a implementar um projecto mineiro em Cassinga (província da Huíla), que prevê uma extensão para o Namibe, com uma siderurgia, no sentido de se desenvolver um cluster do aço.

Salientou, igualmente, que existem potencialidades para que produtos angolanos possam afirmar-se na Turquia, não apenas em termos de petróleo e derivados, mas outros como a madeira, mármore, bem como alimentos oriundos das áreas das pescas e da agro-pecuária.

“O que tenho observado é que este país importa produtos, como frutas e tubérculos e nós temos isso tudo”, argumentou, acrescentando, ainda, que os angolanos já exportam para a Turquia farinha de peixe e madeira.

Histórico das relações bilaterais

As relações diplomáticas entre Angola e a Turquia datam de 1980 e os dois países já têm acordos de cooperação nos domínios do comércio, agricultura, educação, cultura, defesa, justiça e desporto.

Existe ainda a intenção de assinatura de um acordo, para a criação de uma Câmara de Comércio, no âmbito do reforço da cooperação bilateral.

Em Junho último, delegações dos dois países analisaram a cooperação no sector dos transportes, designadamente na área da aviação civil e das infra-estruturas ferroviárias, com perspectivas de empresários turcos investirem nos sub-sectores marítimo, portuário e ferroviário.

Segundo se soube, a companhia aérea da Turquia poderá começar a operar para Luanda, ainda este ano.