Embaixador Francisco da Cruz reafirma compromissos de Angola na CEEAC

  • Embaixador Francisco da Cruz
Addis-Abeba  – O Representante Permanente de Angola junto da União Africana e da Comissão Económica das Nações Unidas para África, Francisco José da Cruz, reafirmou hoje, terça-feira, o total compromisso do país para com os propósitos da CEEAC (Comunidade Económica dos Estados da África Central).

A garantia foi transmitida durante uma audiência concedida a novarRepresentante da CEEAC junto da União Africana (UA), Rufina Obono, na Embaixada de Angola, em Addis-Abeba, na sequência das visitas de cortesia que a equato-guineense está a efectuar as várias missões diplomáticas da comunidade acreditadas na Etiópia. 

De acordo com uma nota de imprensa da representação angolana na Etiópia chegada à ANGOP, entre outros assuntos, os dois interlocutores dialogaram sobre a presidência rotativa de Angola na comissão da CEEAC, e convergiram em ideias ligadas à Paz e Segurança, a relação entre as comunidades económicas regionais e a UA, assim como as reformas em curso na Comissão da União Africana.

O mandato de Rufina Obono junto da UA enquadra-se num processo de reformas no seio da CEEAC, cuja presidência rotativa da comissão é exercida, desde 2020, pelo angolano Gilberto Veríssimo, por um período de cinco anos.  

No âmbito da presidência da Comissão do referido órgão, Francisco da Cruz, igualmente embaixador de Angola na Etiópia, recebeu, em Fevereiro de 2020, o anterior representante da CEEAC na UA, Ahmed Sene Achta.

Angola tornou-se membro titular da CEEAC em 1999, juntando-se ao Burundi, Camarões, Tchad, Gabão, Guiné Equatorial, República Centro-Africana, Congo, RDC, Rwanda e São Tomé e Príncipe.

A garantia foi transmitida durante uma audiência concedida a novarRepresentante da CEEAC junto da União Africana (UA), Rufina Obono, na Embaixada de Angola, em Addis-Abeba, na sequência das visitas de cortesia que a equato-guineense está a efectuar as várias missões diplomáticas da comunidade acreditadas na Etiópia. 

De acordo com uma nota de imprensa da representação angolana na Etiópia chegada à ANGOP, entre outros assuntos, os dois interlocutores dialogaram sobre a presidência rotativa de Angola na comissão da CEEAC, e convergiram em ideias ligadas à Paz e Segurança, a relação entre as comunidades económicas regionais e a UA, assim como as reformas em curso na Comissão da União Africana.

O mandato de Rufina Obono junto da UA enquadra-se num processo de reformas no seio da CEEAC, cuja presidência rotativa da comissão é exercida, desde 2020, pelo angolano Gilberto Veríssimo, por um período de cinco anos.  

No âmbito da presidência da Comissão do referido órgão, Francisco da Cruz, igualmente embaixador de Angola na Etiópia, recebeu, em Fevereiro de 2020, o anterior representante da CEEAC na UA, Ahmed Sene Achta.

Angola tornou-se membro titular da CEEAC em 1999, juntando-se ao Burundi, Camarões, Tchad, Gabão, Guiné Equatorial, República Centro-Africana, Congo, RDC, Rwanda e São Tomé e Príncipe.