Ex-chefe dos Serviços de Inteligência Militar será sepultado quinta-feira

  • General Apolinário José Pereira, antigo chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar
Luanda - O ex-chefe dos Serviços de Inteligência e Segurança Militar (SISM), general Apolinário José Pereira, falecido subitamente domingo, será sepultado quinta-feira no Cemitério da Santa Ana, em Luanda.

De acordo com o programa das exéquias, na manhã do mesmo dia, haverá uma missa de corpo presente e homenagens, no Quartel do Estado Maior do Exército, ex-RI 20.

Renderão homenagem titulares dos Órgãos de Soberania, membros do Executivo, das Forças Armadas Angolanas, da Polícia Nacional, da comunidade de Inteligência, dos partidos políticos com assento parlamentar e do Corpo Diplomático.

Na sequência da morte do general Apolinário, o Ministério da Defesa e Veteranos da Pátria emitiu um comunicado a lamnetar a ocorrência, considerando-o um militar que desde muito cedo se disponibilizou para a luta pela conquista e preservação da Independência Nacional.

A nota, assinada pelo o ministro João Ernesto dos Santos "Liberdade", destaca as qualidades do malogrado, que estiveram na base de sucessivas indicações para cargos de topo nas Forças Armadas Angolanas, entre os quais o que desempenhava até à sua morte.

O general Apolinário José Pereira foi exonerado do cargo de chefe dos Serviços de Inteligência e Segurança Militar no dia 31 de Maio deste ano, por Decreto Presidencial.

 

De acordo com o programa das exéquias, na manhã do mesmo dia, haverá uma missa de corpo presente e homenagens, no Quartel do Estado Maior do Exército, ex-RI 20.

Renderão homenagem titulares dos Órgãos de Soberania, membros do Executivo, das Forças Armadas Angolanas, da Polícia Nacional, da comunidade de Inteligência, dos partidos políticos com assento parlamentar e do Corpo Diplomático.

Na sequência da morte do general Apolinário, o Ministério da Defesa e Veteranos da Pátria emitiu um comunicado a lamnetar a ocorrência, considerando-o um militar que desde muito cedo se disponibilizou para a luta pela conquista e preservação da Independência Nacional.

A nota, assinada pelo o ministro João Ernesto dos Santos "Liberdade", destaca as qualidades do malogrado, que estiveram na base de sucessivas indicações para cargos de topo nas Forças Armadas Angolanas, entre os quais o que desempenhava até à sua morte.

O general Apolinário José Pereira foi exonerado do cargo de chefe dos Serviços de Inteligência e Segurança Militar no dia 31 de Maio deste ano, por Decreto Presidencial.