Governador exalta legado de Agostinho Neto

  • Governador provincial do Cuanza Norte, Adriano Mendes de Carvalho
Ndalatando - O governador do Cuanza Norte, Adriano Mendes de Carvalho, exaltou hoje, sexta-feira, em Ndalatando, as qualidades políticas e o legado do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto.

Adriano Mendes de Carvalho, que falava no acto provincial, em homenagem ao 99º aniversário do Herói Nacional, considerou Agostinho Neto "um valioso património da história do povo angolano" ao proclamar, perante a África e o Mundo, a Independência Nacional, a 11 de Novembro de 1975.

Destacou que o fundador da Nação Angolana, na condição de médico,  tratou muitos angolanos e como poeta e político, sabia interpretar os problemas da população, para que todos se mobilizassem pela independência, unidade e integridade do país.

Considerou que na celebre frase de Neto “O mais importante é resolver os problemas do povo”, repousa a inspiração dos angolanos, para os desafios presentes, para a consolidação da paz e  democracia,  pelo progresso e desenvolvimento do país.

De acordo com o governador, é preciso continuar com a obra de Agostinho Neto, ser fiel aos seus ensinamentos e alinhar as acções dos governantes aos mais altos anseios do povo angolano.

Para Adriano Mendes de Carvalho, a determinação do Governo local, na realização das tarefas inerentes à construção de um Cuanza Norte cada vez melhor para a população, constitui o melhor tributo que se pode render à figura do Herói Nacional.

Fruto desta determinação, indicou, a província caminha em direcção ao progresso social e económico, por conta, entre outras acções, da implementação do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), que está a permitir a construção e reabilitação de várias infra-estruturas.

Por via do PIIM,  referiu,  estão a ser erguidas várias escolas, que vão permitir a inclusão de mais crianças, jovens e adultos nos vários subsistemas de ensino.

O programa, continuou , está  a permitir também a aquisição de kits e máquinas para a melhoria do saneamento básico nos municípios, bem como de novos equipamentos e infra-estruturas hospitalares, que estão a melhorar a qualidade e a alargar a cobertura dos cuidados de saúde à população.

Indicou também a reabilitação das vias de acesso às zonas de maior produção agrícola, em alguns casos, incluindo a recuperação de pontes, como a do Kilessa, no município do Lucala, e Kididi, em Ambaca, entre outras.

O acto do 17 de Setembro foi igualmente marcado com uma mensagem de reconhecimento e tributo à Agostinho Neto pelos antigos combatentes.

A mensagem refere que as acções desenvolvidas em prol do desenvolvimento da província resultam da interpretação das sábias orientações de Agostinho Neto, sobre a necessidade da melhoria de vida dos angolanos.

Os antigos combatentes solicitaram o  reforço de apoio, nos domínios da assistência médica e medicamentosa, acesso ao emprego, integração económica e empreendedorismo.

O acto, que decorre sob o lema: “Com os ideais de Neto, honremos à pátria angolana”,  foi antecedido pela deposição de uma coroa de flores, no busto de Agostinho Neto, no largo com o mesmo nome, no centro da cidade de Ndalatando, capital do Cuanza Norte.

O programa do Dia do Herói Nacional, no Cuanza Norte,  inclui ainda  a realização da Fogueira do Combatente, às 18 horas de hoje,  na Unidade Militar 218, onde militares vão também render tributo ao primeiro comandante-em-chefe das Forças Armadas de Angola.

Adriano Mendes de Carvalho, que falava no acto provincial, em homenagem ao 99º aniversário do Herói Nacional, considerou Agostinho Neto "um valioso património da história do povo angolano" ao proclamar, perante a África e o Mundo, a Independência Nacional, a 11 de Novembro de 1975.

Destacou que o fundador da Nação Angolana, na condição de médico,  tratou muitos angolanos e como poeta e político, sabia interpretar os problemas da população, para que todos se mobilizassem pela independência, unidade e integridade do país.

Considerou que na celebre frase de Neto “O mais importante é resolver os problemas do povo”, repousa a inspiração dos angolanos, para os desafios presentes, para a consolidação da paz e  democracia,  pelo progresso e desenvolvimento do país.

De acordo com o governador, é preciso continuar com a obra de Agostinho Neto, ser fiel aos seus ensinamentos e alinhar as acções dos governantes aos mais altos anseios do povo angolano.

Para Adriano Mendes de Carvalho, a determinação do Governo local, na realização das tarefas inerentes à construção de um Cuanza Norte cada vez melhor para a população, constitui o melhor tributo que se pode render à figura do Herói Nacional.

Fruto desta determinação, indicou, a província caminha em direcção ao progresso social e económico, por conta, entre outras acções, da implementação do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), que está a permitir a construção e reabilitação de várias infra-estruturas.

Por via do PIIM,  referiu,  estão a ser erguidas várias escolas, que vão permitir a inclusão de mais crianças, jovens e adultos nos vários subsistemas de ensino.

O programa, continuou , está  a permitir também a aquisição de kits e máquinas para a melhoria do saneamento básico nos municípios, bem como de novos equipamentos e infra-estruturas hospitalares, que estão a melhorar a qualidade e a alargar a cobertura dos cuidados de saúde à população.

Indicou também a reabilitação das vias de acesso às zonas de maior produção agrícola, em alguns casos, incluindo a recuperação de pontes, como a do Kilessa, no município do Lucala, e Kididi, em Ambaca, entre outras.

O acto do 17 de Setembro foi igualmente marcado com uma mensagem de reconhecimento e tributo à Agostinho Neto pelos antigos combatentes.

A mensagem refere que as acções desenvolvidas em prol do desenvolvimento da província resultam da interpretação das sábias orientações de Agostinho Neto, sobre a necessidade da melhoria de vida dos angolanos.

Os antigos combatentes solicitaram o  reforço de apoio, nos domínios da assistência médica e medicamentosa, acesso ao emprego, integração económica e empreendedorismo.

O acto, que decorre sob o lema: “Com os ideais de Neto, honremos à pátria angolana”,  foi antecedido pela deposição de uma coroa de flores, no busto de Agostinho Neto, no largo com o mesmo nome, no centro da cidade de Ndalatando, capital do Cuanza Norte.

O programa do Dia do Herói Nacional, no Cuanza Norte,  inclui ainda  a realização da Fogueira do Combatente, às 18 horas de hoje,  na Unidade Militar 218, onde militares vão também render tributo ao primeiro comandante-em-chefe das Forças Armadas de Angola.