Governador quer mais atenção à saúde e educação

  • Governador de Benguela, Luís Nunes
Benguela – O governador de Benguela, Luís Nunes, pediu hoje, segunda-feira, à nova vice-governadora para o sector político, social e económico, Lídia Amaro, mais atenção aos sectores da saúde e da educação, por serem prioridades do Executivo angolano.

Segundo o governante, que falava no acto de apresentação de Lídia Amaro à sociedade Benguelense, é necessário ouvir as preocupações da população e achar soluções para os seus problemas.

“A nossa equipa deve ir ao encontro constante da população, ouvir as suas inquietações, arregaçar as mangas e trabalhar de forma afincada para resolver os seus problemas, tornando Benguela num bom lugar para se viver", enfatizou.

Além da saúde e educação, a distribuição de água e energia eléctrica, reparação das vias secundárias e terciárias,  fomento da agricultura e do auto-emprego, são outros sectores a se ter em conta.

Já a nova vice-governadora para o sector político, social e económico disse que entra nesta equipa confiante, pois acredita que vai contar com o apoio dos benguelenses.

“Vamos trabalhar para concluir e melhorar projectos já existentes e na implementação do Plano Nacional de Desenvolvimento, do PIIM, Combate à pobreza e sobretudo no empoderamento das famílias, bem como no desenvolvimento do capital humano”, disse.   

Referiu ainda que, durante o seu mandato, vai procurar ouvir primeiro as preocupações dos munícipes para melhor direccionar as suas acções.

“Nós vamos olhar sobretudo o sector social, porque quando este sector está resolvido, os outros sentem ou conseguem sentir este impacto” disse.

Lídia Celma Gonçalves Machado Amaro é a nova vice-governadora para o Sector Político, Social e Económico da Província de Benguela, nomeada a 31/8 do corrente, pelo Presidente da República, João Lourenço.

A nova vice-governadora substitui Deolinda Tchocondoca Valiangula, que permaneceu no cargo desde 2017 e foi exonerada a seu pedido, pelo titular do poder executivo.

 

Segundo o governante, que falava no acto de apresentação de Lídia Amaro à sociedade Benguelense, é necessário ouvir as preocupações da população e achar soluções para os seus problemas.

“A nossa equipa deve ir ao encontro constante da população, ouvir as suas inquietações, arregaçar as mangas e trabalhar de forma afincada para resolver os seus problemas, tornando Benguela num bom lugar para se viver", enfatizou.

Além da saúde e educação, a distribuição de água e energia eléctrica, reparação das vias secundárias e terciárias,  fomento da agricultura e do auto-emprego, são outros sectores a se ter em conta.

Já a nova vice-governadora para o sector político, social e económico disse que entra nesta equipa confiante, pois acredita que vai contar com o apoio dos benguelenses.

“Vamos trabalhar para concluir e melhorar projectos já existentes e na implementação do Plano Nacional de Desenvolvimento, do PIIM, Combate à pobreza e sobretudo no empoderamento das famílias, bem como no desenvolvimento do capital humano”, disse.   

Referiu ainda que, durante o seu mandato, vai procurar ouvir primeiro as preocupações dos munícipes para melhor direccionar as suas acções.

“Nós vamos olhar sobretudo o sector social, porque quando este sector está resolvido, os outros sentem ou conseguem sentir este impacto” disse.

Lídia Celma Gonçalves Machado Amaro é a nova vice-governadora para o Sector Político, Social e Económico da Província de Benguela, nomeada a 31/8 do corrente, pelo Presidente da República, João Lourenço.

A nova vice-governadora substitui Deolinda Tchocondoca Valiangula, que permaneceu no cargo desde 2017 e foi exonerada a seu pedido, pelo titular do poder executivo.