Harmonização e unificação da FNLA constituem prioridades de Fernando Gomes

  • Bandeira da FNLA
Luanda - A harmonização e unificação da FNLA constituem prioridade do candidato a presidente daquele partido político, Fernando Pedro Gomes.

Esta posição foi apresentada esta terça-feira em conferência de imprensa, tendo afirmado que a FNLA está mergulhada, desde 1998, numa situação de conflitos, querelas, que a definha a ponto de estar na eminência de extinção.

Fernando Gomes é de opinião que não pode haver desenvolvimento do partido sem se erradicar o seu conflito interno, que dura há sensivelmente 23 anos.

De acordo com o político, a revitalização, reorganização, reimplantação e reestruturação do partido no país e no exterior, bem como a preparação para as eleições gerais, constituem outras acções constantes no seu programa.

Na sua agenda estão, igualmente, programadas a  preparação e realização de congressos das organizações  de massas e dinamização das mesmas, bem como a formação e orientação de quadros.

O candidato, que tem como lema “Vencer com Todos para Trabalhar com Todos”, salientou que a FNLA está proibida de falhar no V congresso ordinário, a realizar-se de 16 a 18 do corrente mês, visto estar no 7º ano consecutivo sem realizar qualquer reunião magna que elegesse o seu presidente e o Comité Central.

Considerou que o partido está “doente”, por alegar não ter recursos para apresentação de delegados para fiscalizar o processo eleitoral, cujo  registo oficioso inicia a 22 do mês corrente.

Defendeu a necessidade de a FNLA trabalhar para mudar a sua actuação como partido da oposição, tendo uma maior aproximação com as formações partidárias que se encontram na mesma condição.

Fernando Gomes salientou que caso seja eleito presidente da FNLA irá encetar contactos com as autoridades no poder no sentido de reaver o património que o partido ostentava antes da proclamação da independência nacional.        

Para além de Fernando Pedro Gomes são candidatos a presidente do partido Tristão Ernesto, Carlito Roberto, Lucas Benghy Ngonda e Nimi a Simbi.

O  V Congresso  ordinário da FNLA vai decorrer de 16 a 18 de Setembro, no complexo 15 de Março,no município de Viana, com  mais de mil delegados eleitos em assembleias provinciais.

 

 

Esta posição foi apresentada esta terça-feira em conferência de imprensa, tendo afirmado que a FNLA está mergulhada, desde 1998, numa situação de conflitos, querelas, que a definha a ponto de estar na eminência de extinção.

Fernando Gomes é de opinião que não pode haver desenvolvimento do partido sem se erradicar o seu conflito interno, que dura há sensivelmente 23 anos.

De acordo com o político, a revitalização, reorganização, reimplantação e reestruturação do partido no país e no exterior, bem como a preparação para as eleições gerais, constituem outras acções constantes no seu programa.

Na sua agenda estão, igualmente, programadas a  preparação e realização de congressos das organizações  de massas e dinamização das mesmas, bem como a formação e orientação de quadros.

O candidato, que tem como lema “Vencer com Todos para Trabalhar com Todos”, salientou que a FNLA está proibida de falhar no V congresso ordinário, a realizar-se de 16 a 18 do corrente mês, visto estar no 7º ano consecutivo sem realizar qualquer reunião magna que elegesse o seu presidente e o Comité Central.

Considerou que o partido está “doente”, por alegar não ter recursos para apresentação de delegados para fiscalizar o processo eleitoral, cujo  registo oficioso inicia a 22 do mês corrente.

Defendeu a necessidade de a FNLA trabalhar para mudar a sua actuação como partido da oposição, tendo uma maior aproximação com as formações partidárias que se encontram na mesma condição.

Fernando Gomes salientou que caso seja eleito presidente da FNLA irá encetar contactos com as autoridades no poder no sentido de reaver o património que o partido ostentava antes da proclamação da independência nacional.        

Para além de Fernando Pedro Gomes são candidatos a presidente do partido Tristão Ernesto, Carlito Roberto, Lucas Benghy Ngonda e Nimi a Simbi.

O  V Congresso  ordinário da FNLA vai decorrer de 16 a 18 de Setembro, no complexo 15 de Março,no município de Viana, com  mais de mil delegados eleitos em assembleias provinciais.