Inspector-geral do Minit defende maior atenção aos detidos com patologias especiais

Luanda - O Inspector-geral do Ministério do Interior, José Cunha Silva, recomendou, em Luanda, atenção especial aos detidos com patologias complexas.

Ao intervir durante uma visita ao Centro de Instalação Temporaria Central do Serviço de Migração e Estrangeiros, no km 32/ Viana, solicitou a criação de programas que estimulem a actividade psicomotora dos instalados e a triagem periódica da tensão do efectivo.

Durante a visita, José Cunha Silva foi informado sobre as estratégias usadas para garantir a segurança e o bom funcionamento do centro, entre as quais a aposta na actividade agrícola, para melhorar a dieta alimentar dos efectivos e dos cidadãos estrangeiros ali instalados.

Abordou também a questão do contacto permanente com os consulados, o apetrechamento do Posto Médico com equipamentos de ponta e farmácos para assistência médica e medicamentosa.

De igual modo, inteirou-se da formação contínua dos efectivos em matérias de controlo penal e não só, além da criação de estruturas para a instalação do sistema de video vigilância.

A entidade efectuou uma visita guiada às distintas áreas que comportam o CIT, com destaque para os Gabinetes Administrativos e Operativos, Posto Médico, Logística, gabinetes de trabalho dos Magistrados do Ministério Público e a zona do Controlo Penal (lugar onde estão instaladas as cazernas).

De referir que acompanharam a visita inspectiva o Director-Geral Adjunto do SME, Comissário de Migração Marcelino José Caetano, membros do Conselho Consultivo do SME e os responsáveis da direcção do Gabinete de Inspecção do Minint.

Ao intervir durante uma visita ao Centro de Instalação Temporaria Central do Serviço de Migração e Estrangeiros, no km 32/ Viana, solicitou a criação de programas que estimulem a actividade psicomotora dos instalados e a triagem periódica da tensão do efectivo.

Durante a visita, José Cunha Silva foi informado sobre as estratégias usadas para garantir a segurança e o bom funcionamento do centro, entre as quais a aposta na actividade agrícola, para melhorar a dieta alimentar dos efectivos e dos cidadãos estrangeiros ali instalados.

Abordou também a questão do contacto permanente com os consulados, o apetrechamento do Posto Médico com equipamentos de ponta e farmácos para assistência médica e medicamentosa.

De igual modo, inteirou-se da formação contínua dos efectivos em matérias de controlo penal e não só, além da criação de estruturas para a instalação do sistema de video vigilância.

A entidade efectuou uma visita guiada às distintas áreas que comportam o CIT, com destaque para os Gabinetes Administrativos e Operativos, Posto Médico, Logística, gabinetes de trabalho dos Magistrados do Ministério Público e a zona do Controlo Penal (lugar onde estão instaladas as cazernas).

De referir que acompanharam a visita inspectiva o Director-Geral Adjunto do SME, Comissário de Migração Marcelino José Caetano, membros do Conselho Consultivo do SME e os responsáveis da direcção do Gabinete de Inspecção do Minint.