Japão elogia Angola no combate à Covid-19

  • Presidente da AN recebeu em audiência o Embaixador do Japão
Luanda - O embaixador do Japão em Angola, Jiro Maruhashi, elogiou, esta quinta-feira, as medidas adoptadas pelo Governo angolano para conter a propagação da pandemia da Covid-19 no país.

O diplomata nipónico falava à imprensa, à saída de uma audiência com o presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos.

"Conversamos sobre a situação da Covid-19", referiu o embaixador japonês, antes de precisar que, "na verdade, até agora, o Governo angolano tem tomado medidas adequadas para conter as infecções (...)".

O diplomata agradeceu a participação do Presidente da República, João Lourenço, por videoconferência, na Cimeira da Aliança Global das Vacinas (GAVI, na sigla em português), realizada em Junho deste ano, a partir de Tóquio, Japão.

A GAVI arrecadou milhões de dólares em contribuições para o mecanismo de partilha de vacinas contra a Covid-19.

A cimeira foi organizada pelo GAVI, liderado pelo ex-primeiro ministro português, Durão Barroso, e pelo primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga. As contribuições vão possibilitar a vacinação de pelo menos 1.800 milhões de pessoas nos países vulneráveis.

Intercâmbio parlamentar

O diplomata informou que, no seu país, foi criado um grupo parlamentar de amizade Japão-Angola, tendo sublinhado que no quadro dessa iniciativa, antes da pandemia da Covid-19, vários senadores nipónicos visitavam Angola.

"Quando a situação da pandemia melhorar vamos incrementar esse intercâmbio", disse o diplomata, solicitando também, do lado angolano, a criação de um grupo de amizade parlamentar do género.

O diplomata, que considerou salutares as relações entre os dois países, desejou sucessos à selecção feminina de Andebol de Angola, que participa, a partir de 23 de Julho, nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

As relações diplomáticas entre Angola e o Japão foram estabelecidas em Setembro de 1976. As trocas de visitas de alto nível entre os dois países tiveram início no final dos anos 80.

Angola importa do Japão automóveis, máquinas e produtos de aço, entre outros. Por outro lado, as importações do Japão a partir de Angola são dominadas pelo petróleo e outras matérias-primas.

O diplomata nipónico falava à imprensa, à saída de uma audiência com o presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos.

"Conversamos sobre a situação da Covid-19", referiu o embaixador japonês, antes de precisar que, "na verdade, até agora, o Governo angolano tem tomado medidas adequadas para conter as infecções (...)".

O diplomata agradeceu a participação do Presidente da República, João Lourenço, por videoconferência, na Cimeira da Aliança Global das Vacinas (GAVI, na sigla em português), realizada em Junho deste ano, a partir de Tóquio, Japão.

A GAVI arrecadou milhões de dólares em contribuições para o mecanismo de partilha de vacinas contra a Covid-19.

A cimeira foi organizada pelo GAVI, liderado pelo ex-primeiro ministro português, Durão Barroso, e pelo primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga. As contribuições vão possibilitar a vacinação de pelo menos 1.800 milhões de pessoas nos países vulneráveis.

Intercâmbio parlamentar

O diplomata informou que, no seu país, foi criado um grupo parlamentar de amizade Japão-Angola, tendo sublinhado que no quadro dessa iniciativa, antes da pandemia da Covid-19, vários senadores nipónicos visitavam Angola.

"Quando a situação da pandemia melhorar vamos incrementar esse intercâmbio", disse o diplomata, solicitando também, do lado angolano, a criação de um grupo de amizade parlamentar do género.

O diplomata, que considerou salutares as relações entre os dois países, desejou sucessos à selecção feminina de Andebol de Angola, que participa, a partir de 23 de Julho, nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

As relações diplomáticas entre Angola e o Japão foram estabelecidas em Setembro de 1976. As trocas de visitas de alto nível entre os dois países tiveram início no final dos anos 80.

Angola importa do Japão automóveis, máquinas e produtos de aço, entre outros. Por outro lado, as importações do Japão a partir de Angola são dominadas pelo petróleo e outras matérias-primas.