JMPLA quer participação dos jovens na produção nacional

  • Seminário Nacional de Capacitação sobre o Processo de Revitalização das Organizações de Base da JMPLA
Dundo – O secretário nacional da JMPLA, Crispiano dos Santos, disse hoje, quarta-feira, no Dundo, Lunda Norte, que vai reforçar a advocacia, propondo ao Executivo medidas concretas, no sentido de uma maior participação dos jovens na produção nacional, visando contribuir para a auto-suficiência alimentar e a promoção de empregos.

O político, que falava na abertura das Jornadas Políticas e Patrioticas Nacionais, disse ser imperioso que a juventude comece a apostar na agricultura, aproveitando os programas de incentivo econômico do Executivo, com vista a contribuírem na diversificação da economia nacional.

Incentivou igualmente os jovens a aderirem aos programas de fomento de pequenas e médias empresas, com realce para o PRODESI.

Por outro lado, afirmou que a JMPLA vai continuar a privilegiar a inclusão de todos os jovens angolanos nas suas acções,  independentemente da sua filiação político-partidária.

“Acima de todos os nossos desejos tem de estar o de uma nação livre e soberana,” raelçou, defendendo que o país precisa de jovens com sentimento patriótico para enfrentar as actuas adversidades socioeconómicas.

Exortou a juventude no sentido de apoiar as reformas politico-administrativas e económicas no país, bem como o combate à corrupção, impunidade, visando a construção de uma Angola que dignifica os seus filhos.

De igual modo, encorajou o Executivo no sentido de continuar a implementar projectos que visam o alargamento da rede escolar, sanitária, água, energia eléctrica,  habitação, entre outros, que possam beneficiar em grande medida a juventude. 

O secretária nacional da JMPLA vai trabalhar na Lunda Norte durante três dias, onde desenvolverá actividades no Chitato, Cuilo, Caungula e Cuango, no sntido de auscultar as preocupações dos jovens locais.
 

 

O político, que falava na abertura das Jornadas Políticas e Patrioticas Nacionais, disse ser imperioso que a juventude comece a apostar na agricultura, aproveitando os programas de incentivo econômico do Executivo, com vista a contribuírem na diversificação da economia nacional.

Incentivou igualmente os jovens a aderirem aos programas de fomento de pequenas e médias empresas, com realce para o PRODESI.

Por outro lado, afirmou que a JMPLA vai continuar a privilegiar a inclusão de todos os jovens angolanos nas suas acções,  independentemente da sua filiação político-partidária.

“Acima de todos os nossos desejos tem de estar o de uma nação livre e soberana,” raelçou, defendendo que o país precisa de jovens com sentimento patriótico para enfrentar as actuas adversidades socioeconómicas.

Exortou a juventude no sentido de apoiar as reformas politico-administrativas e económicas no país, bem como o combate à corrupção, impunidade, visando a construção de uma Angola que dignifica os seus filhos.

De igual modo, encorajou o Executivo no sentido de continuar a implementar projectos que visam o alargamento da rede escolar, sanitária, água, energia eléctrica,  habitação, entre outros, que possam beneficiar em grande medida a juventude. 

O secretária nacional da JMPLA vai trabalhar na Lunda Norte durante três dias, onde desenvolverá actividades no Chitato, Cuilo, Caungula e Cuango, no sntido de auscultar as preocupações dos jovens locais.