Cooperação entre Angola e Portugal satisfaz João Lourenço

  • Presidentes João Lourenço (à esq.) e Marcelo Rabelo de Sousa
Luanda - O Presidente angolano, João Lourenço, afirmou esta sexta-feira, num debate com o seu homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa, que as relações de amizade e cooperação entre os dois países estão num "nível bastante alto".

"Tive a felicidade de durante este meu primeiro mandato termos sabido manter a um nível bastante alto as relações de amizade e cooperação entre os nossos dois países, a todos os níveis, incluindo a nível pessoal", disse João Lourenço, citado pela agência Lusa.

Acrescentou que "não obstante o Chefe de Estado (português) ser de uma família política e o Primeiro-Ministro de outra, isso não terá ofuscado, de forma nenhuma, as boas relações" que ambos os países tem mantido.

Para João Lourenço, as relações pessoais das lideranças políticas ajudaram na construção do "bom nível das relações entre os dois países".

Angola e Portugal "eixo muito forte"

No debate virtual, Marcelo Rebelo de Sousa considerou que Portugal e Angola vivem um "relacionamento excepcional, em todos os domínios", e internacionalmente "formam um eixo muito forte" na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e fora dela.

Na conversa com o Presidente João Lourenço, por videoconferência, transmitida hoje na quarta edição do Fórum Euro-África, o estadista português elogiou "as relações excelentes entre Estados", que, na sua opinião, "só melhoraram ao longo dos últimos anos".

Noutra vertente, realçou o "papel liderante" de Angola no continente africano, e, da parte de Portugal, "o entrosamento com países europeus" que também se relacionam com Angola, actual presidente da CPLP.

Por Angola estar a exercer a presidência rotativa da CPLP, o Chefe de Estado português referiu-se a João Lourenço como "o Presidente de todos os cidadãos da CPLP", acrescentando: "é um prazer ter o meu Presidente João Lourenço nesta conversa".

Portugal pode contar com Angola

"Portugal pode contar com Angola em todos os momentos, em todas as situações, da mesma forma que Angola conta com Portugal também em todos os momentos e em todas as situações", expressou, por seu turno, o Presidente angolano.

A propósito disso, o Estadista português destacou a recente "cimeira ministerial entre Portugal e Angola", que, no seu entender, decorreu "num clima excepcional" e "mostrou o bom momento" das relações bilaterais.

O Fórum Euro-África é organizado pelo Conselho da Diáspora Portuguesa, associação sem fins lucrativos constituída em Dezembro de 2012, com o alto patrocínio do anterior Presidente da República, Cavaco Silva, destinada a institucionalizar uma rede de contactos entre portugueses e lusodescendentes residentes no estrangeiro, com posições de destaque.

O debate entre os Presidentes português e angolano, em formato digital, foi o ponto alto da 4.ª edição do Fórum Euro-África, que começou na quarta-feira e terminou hoje, numa iniciativa do Conselho da Diáspora Portuguesa.

O Conselho da Diáspora Portuguesa é uma rede mundial portuguesa fundada em 2012 e que tem como principal objectivo a valorização da marca, imagem e reputação de Portugal.

"Tive a felicidade de durante este meu primeiro mandato termos sabido manter a um nível bastante alto as relações de amizade e cooperação entre os nossos dois países, a todos os níveis, incluindo a nível pessoal", disse João Lourenço, citado pela agência Lusa.

Acrescentou que "não obstante o Chefe de Estado (português) ser de uma família política e o Primeiro-Ministro de outra, isso não terá ofuscado, de forma nenhuma, as boas relações" que ambos os países tem mantido.

Para João Lourenço, as relações pessoais das lideranças políticas ajudaram na construção do "bom nível das relações entre os dois países".

Angola e Portugal "eixo muito forte"

No debate virtual, Marcelo Rebelo de Sousa considerou que Portugal e Angola vivem um "relacionamento excepcional, em todos os domínios", e internacionalmente "formam um eixo muito forte" na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e fora dela.

Na conversa com o Presidente João Lourenço, por videoconferência, transmitida hoje na quarta edição do Fórum Euro-África, o estadista português elogiou "as relações excelentes entre Estados", que, na sua opinião, "só melhoraram ao longo dos últimos anos".

Noutra vertente, realçou o "papel liderante" de Angola no continente africano, e, da parte de Portugal, "o entrosamento com países europeus" que também se relacionam com Angola, actual presidente da CPLP.

Por Angola estar a exercer a presidência rotativa da CPLP, o Chefe de Estado português referiu-se a João Lourenço como "o Presidente de todos os cidadãos da CPLP", acrescentando: "é um prazer ter o meu Presidente João Lourenço nesta conversa".

Portugal pode contar com Angola

"Portugal pode contar com Angola em todos os momentos, em todas as situações, da mesma forma que Angola conta com Portugal também em todos os momentos e em todas as situações", expressou, por seu turno, o Presidente angolano.

A propósito disso, o Estadista português destacou a recente "cimeira ministerial entre Portugal e Angola", que, no seu entender, decorreu "num clima excepcional" e "mostrou o bom momento" das relações bilaterais.

O Fórum Euro-África é organizado pelo Conselho da Diáspora Portuguesa, associação sem fins lucrativos constituída em Dezembro de 2012, com o alto patrocínio do anterior Presidente da República, Cavaco Silva, destinada a institucionalizar uma rede de contactos entre portugueses e lusodescendentes residentes no estrangeiro, com posições de destaque.

O debate entre os Presidentes português e angolano, em formato digital, foi o ponto alto da 4.ª edição do Fórum Euro-África, que começou na quarta-feira e terminou hoje, numa iniciativa do Conselho da Diáspora Portuguesa.

O Conselho da Diáspora Portuguesa é uma rede mundial portuguesa fundada em 2012 e que tem como principal objectivo a valorização da marca, imagem e reputação de Portugal.