Luísa Damião enaltece feitos de Kenneth Kaunda

  • Vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, rende homenagem ao primeiro Presidente da Zâmbia, Kenneth Kaunda
Luanda - A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, rendeu esta segunda-feira, em Luanda, homenagem ao primeiro presidente e fundador da República da Zâmbia, Kenneth Kaunda, falecido a 17 do corrente mês, vítima de doença.

Em declarações à imprensa, na Embaixada da Zâmbia em Angola, onde está aberto um livro de condolências, Luísa Damião sublinhou que Kenneth Kaunda deixa um brilhante legado, que vai inspirar as novas gerações.

“A morte do primeiro presidente da Zâmbia, Kenneth Kaunda, deixa um grande vazio em África, pois contribuiu para a conquista da paz na nossa região”, salientou.

Apelidado de “Gandhi africano”, pelo seu ativismo não-violento, Kenneth Kaunda morreu, aos 97 anos de idade, após ter sido hospitalizado no Centro Médico Maina Soko, para tratamento de uma pneumonia.

Kenneth Kaunda tornou–se presidente da Zâmbia, em 1964, quando o país conquistou a sua independência do Reino Unido, e permaneceu no cargo até 1991.

Em declarações à imprensa, na Embaixada da Zâmbia em Angola, onde está aberto um livro de condolências, Luísa Damião sublinhou que Kenneth Kaunda deixa um brilhante legado, que vai inspirar as novas gerações.

“A morte do primeiro presidente da Zâmbia, Kenneth Kaunda, deixa um grande vazio em África, pois contribuiu para a conquista da paz na nossa região”, salientou.

Apelidado de “Gandhi africano”, pelo seu ativismo não-violento, Kenneth Kaunda morreu, aos 97 anos de idade, após ter sido hospitalizado no Centro Médico Maina Soko, para tratamento de uma pneumonia.

Kenneth Kaunda tornou–se presidente da Zâmbia, em 1964, quando o país conquistou a sua independência do Reino Unido, e permaneceu no cargo até 1991.