Luísa Damião quer mais rigor táctico-operacional da JMPLA

  • Vice-presidente do MPLA, Luisa Damião, trabalha no Luena
Luena – A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, defendeu sábado, no Luena (Moxico), a necessidade de se manter a máquina de mobilização político-partidária cada vez mais afinada e com uma JMPLA que prime pelo rigor estratégico e táctico-operacional.

Ao discursar no acto de massas, por ocasião do segundo encontro inter-provincial (Moxico, Lunda Sul e Lunda Norte), realizado no Luena, Luísa Damião orientou a JMPLA a continuar e a intensificar o trabalho político.

O trabalho político, segundo Luísa Damião, requer rigor estratégico e táctico-operacional, enquanto que a OMA, por sua vez, deve acelerar a mobilização das mulheres para o apoio ao líder, o Presidente João Lourenço.

A vice-presidente do MPLA destacou que o partido tem "um potencial enorme, de gente que trabalha dia e noite, mulheres talentosas e cheias de garra, jovens resilientes e competentes, homens valentes e vitoriosos, e, acima de tudo, militantes comprometidos com os valores e princípios do partido e do líder, fortemente enraizados nos valores fundacionais do glorioso MPLA".

Homenagem ao Rei Mwene Mbandu III

A vice-presidente do MPLA rendeu, este sábado, uma homenagem ao Rei Mwene Mbandu III, soberano do povo Mbunda, falecido a 21 de Julho último, no Hospital Geral do Moxico (HGM), aos 71 anos de idade, vítima de doença.

“Prestemos um minuto de silêncio em memória ao Rei Mwene Mbando III, soberano do Povo Mbunda e uma justa e reconhecida homenagem aos milhares de angolanos, que lutaram para a paz, nas matas do Leste e em toda Angola, numa altura em que reina um clima de perdão, para consolidar a reconciliação e a unidade nacional”, reconheceu.

Entronizado há 13 anos, a autoridade tradicional máxima do povo Mbunda, cuja maioria vive na região Sul do Moxico e países vizinhos, foi vítima de problemas de hipertensão e variação nos níveis da glicemia.

Ao discursar no acto de massas, por ocasião do segundo encontro inter-provincial (Moxico, Lunda Sul e Lunda Norte), realizado no Luena, Luísa Damião orientou a JMPLA a continuar e a intensificar o trabalho político.

O trabalho político, segundo Luísa Damião, requer rigor estratégico e táctico-operacional, enquanto que a OMA, por sua vez, deve acelerar a mobilização das mulheres para o apoio ao líder, o Presidente João Lourenço.

A vice-presidente do MPLA destacou que o partido tem "um potencial enorme, de gente que trabalha dia e noite, mulheres talentosas e cheias de garra, jovens resilientes e competentes, homens valentes e vitoriosos, e, acima de tudo, militantes comprometidos com os valores e princípios do partido e do líder, fortemente enraizados nos valores fundacionais do glorioso MPLA".

Homenagem ao Rei Mwene Mbandu III

A vice-presidente do MPLA rendeu, este sábado, uma homenagem ao Rei Mwene Mbandu III, soberano do povo Mbunda, falecido a 21 de Julho último, no Hospital Geral do Moxico (HGM), aos 71 anos de idade, vítima de doença.

“Prestemos um minuto de silêncio em memória ao Rei Mwene Mbando III, soberano do Povo Mbunda e uma justa e reconhecida homenagem aos milhares de angolanos, que lutaram para a paz, nas matas do Leste e em toda Angola, numa altura em que reina um clima de perdão, para consolidar a reconciliação e a unidade nacional”, reconheceu.

Entronizado há 13 anos, a autoridade tradicional máxima do povo Mbunda, cuja maioria vive na região Sul do Moxico e países vizinhos, foi vítima de problemas de hipertensão e variação nos níveis da glicemia.