Mais de mil engenhos explosivos removidos no Moxico

  • Moxico: Mag removeu mais de mil explosivos
Luena - Mil 932 engenhos explosivos não detonados, de diversos calibres, foram removidos, nos últimos 11 meses, pelo Grupo Consultor de Minas (MAG), no bairro Vila-Luso, arredores do Luena, província do Moxico.

A informação foi revelada esta sexta-feira à ANGOP pelo gestor técnico de operações no campo da MAG, Massoji Ipanga, informando que, no período em causa, a sua equipa removeu 22 minas anti-tanque, nove anti-pessoal, 369 engenhos explosivos e 992 munições de diversos calibres.

Massoji Ipanga disse ainda que os trabalhos, iniciados no primeiro semestre de 2020, e desenvolvidos numa área de 238 mil 588 metros quadrados, 195 mil dos quais já desminados, estão a ser assegurados por 28 técnicos, entre 20 sapadores, dois chefes de equipa e igual número de adjuntos, paramédicos e motoristas.

O local que está a ser desminado foi uma antiga unidade das extintas FAPLA e, posteriormente, passou para as actuais Forças Armadas Angolanas (FAA), acrescentou a fonte.

A informação foi revelada esta sexta-feira à ANGOP pelo gestor técnico de operações no campo da MAG, Massoji Ipanga, informando que, no período em causa, a sua equipa removeu 22 minas anti-tanque, nove anti-pessoal, 369 engenhos explosivos e 992 munições de diversos calibres.

Massoji Ipanga disse ainda que os trabalhos, iniciados no primeiro semestre de 2020, e desenvolvidos numa área de 238 mil 588 metros quadrados, 195 mil dos quais já desminados, estão a ser assegurados por 28 técnicos, entre 20 sapadores, dois chefes de equipa e igual número de adjuntos, paramédicos e motoristas.

O local que está a ser desminado foi uma antiga unidade das extintas FAPLA e, posteriormente, passou para as actuais Forças Armadas Angolanas (FAA), acrescentou a fonte.