Ministro lamenta morte do comissário-chefe Victor Inaculo

  • Ministro do Interior, Eugênio Laborinho
Luanda – O ministro do Interior, Eugênio Laborinho, lamentou a morte do comissário-chefe Victor Inaculo, ocorrida domingo, em Luanda, vítima de doença.

Em mensagem de condolências, Eugénio Laborinho refere que “foi com profunda dor e consternação que a direcção do Ministério do Interior tomou conhecimento do passamento físico do comissário-chefe Victor Inaculo”.

O governante destaca, na mensagem, "a bravura, lealdade e o profissionalismo" de Victor Inaculo, em prol do interesse do Estado angolano.

"A Polícia Nacional perde um quadro histórico que, desde o seu ingresso nas suas fileiras, abraçou a causa da garantia da ordem e tranquilidade públicas", sublinha o ministro. 

À família enlutada, aos colegas e amigos do malogrado, Eugénio Laborinho endereça “sentimentos de pesar”.

Victor Inaculo participou em diversas missões no domínio da segurança pública, bem como desempenhou várias funções de destaque na defesa da soberania nacional.

Em mensagem de condolências, Eugénio Laborinho refere que “foi com profunda dor e consternação que a direcção do Ministério do Interior tomou conhecimento do passamento físico do comissário-chefe Victor Inaculo”.

O governante destaca, na mensagem, "a bravura, lealdade e o profissionalismo" de Victor Inaculo, em prol do interesse do Estado angolano.

"A Polícia Nacional perde um quadro histórico que, desde o seu ingresso nas suas fileiras, abraçou a causa da garantia da ordem e tranquilidade públicas", sublinha o ministro. 

À família enlutada, aos colegas e amigos do malogrado, Eugénio Laborinho endereça “sentimentos de pesar”.

Victor Inaculo participou em diversas missões no domínio da segurança pública, bem como desempenhou várias funções de destaque na defesa da soberania nacional.