Ministro ressalta papel das FAA como garante do estado democrático e de direito

  • João Ernesto dos Santos, Ministro da Defesa Nacional e Veteranos da Patria
Luanda – O ministro da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria, João Ernesto dos Santos “Liberdade”, ressaltou esta quarta-feira, em Luanda, o papel das Forças Armadas Angolanas (FAA) como garante do estado democrático e de direito.

João Ernesto dos Santos fez esta referência ao intervir na cerimónia de tomada de posse de oficiais generais e almirantes das Forças Armadas Angolanas (FAA), nomeados recentemente pelo Presidente da República, João Lourenço.

Na presença de altas patentes do Ministério da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria e das Forças Armadas Angolanas (FAA), referiu que estas são uma “instituição republicana, pelo que os seus efectivos devem adoptar um comportamento à altura das suas responsabilidades no Estado democrático de direito”.

Acrescentou ainda que, por este motivo, são o principal instrumento de defesa militar das conquistas dos angolanos, entre as quais a independência nacional, soberania nacional, paz, reconciliação nacional, democracia e o normal funcionamento das suas instituições.

O governante saudou, por este facto, os ora nomeados para o exercício de novos cargos aquém desejou um empenho à altura dos pressupostos que estiveram na base da escolha e indicação.

João Ernesto dos Santos referiu-se ainda, a ocasião, como muito importante e de grande significado para a carreira dos empossados, assim como para o percurso da instituição militar que corporizam.

Durante a cerimónia foram empossados vários responsáveis das Forças Armadas Angolanas (FAA), com destaque para os tenentes generais António Soares, Inspector do Exército, e Paulo Xavier, 2º comandante da região militar Norte.

  

João Ernesto dos Santos fez esta referência ao intervir na cerimónia de tomada de posse de oficiais generais e almirantes das Forças Armadas Angolanas (FAA), nomeados recentemente pelo Presidente da República, João Lourenço.

Na presença de altas patentes do Ministério da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria e das Forças Armadas Angolanas (FAA), referiu que estas são uma “instituição republicana, pelo que os seus efectivos devem adoptar um comportamento à altura das suas responsabilidades no Estado democrático de direito”.

Acrescentou ainda que, por este motivo, são o principal instrumento de defesa militar das conquistas dos angolanos, entre as quais a independência nacional, soberania nacional, paz, reconciliação nacional, democracia e o normal funcionamento das suas instituições.

O governante saudou, por este facto, os ora nomeados para o exercício de novos cargos aquém desejou um empenho à altura dos pressupostos que estiveram na base da escolha e indicação.

João Ernesto dos Santos referiu-se ainda, a ocasião, como muito importante e de grande significado para a carreira dos empossados, assim como para o percurso da instituição militar que corporizam.

Durante a cerimónia foram empossados vários responsáveis das Forças Armadas Angolanas (FAA), com destaque para os tenentes generais António Soares, Inspector do Exército, e Paulo Xavier, 2º comandante da região militar Norte.