Ministro Téte António considera saudável parceria Angola-EUA

  • Ministro das Relações Exteriores Tete António, em Washington
Washington (Dos enviados especiais) - O ministro das Relações Exteriores, Téte António, considerou este domingo, em Washington, “saudável” a parceria estratégica entre Angola e os Estados Unidos da América.

“Temos tido encontros e conversações a vários níveis. A parceria está de saúde e penso que esta (também) é a avaliação que os Estados Unidos da América têm feito”, disse o chefe da diplomacia angolana, no quadro da visita a Washington do Presidente da República, João Lourenço.

Disse haver cooperação entre os vários sectores de Angola e dos Estados Unidos da América, daí a presença de alguns ministros angolanos em Washington, integrados na delegação presidencial, para tratar de aspectos relacionados com a diplomacia económica.

Na sua óptica, todas as componentes que caracterizam uma cooperação estratégica estão no bom caminho em relação aos EUA.

A cooperação estratégica entre Angola e os Estados Unidos foi assinada em 2010.

O ministro considerou como “ponto mais alto” da visita do Presidente angolano a  Washington a participação na Gala Anual da Fundação Internacional para a Conservação do Ambiente (ICCF), na qual será premiado pela sua liderança em matéria de conservação ambiental.

“Os Estados Unidos da América têm demonstrado muito interesse no trabalho que Angola tem feito nesse domínio”, sublinhou, lembrando a recente deslocação de congressitas estadunidenses a Angola, particularmente ao projecto Okovango.

Disse que o prémio a ser outorgado a João Lourenço é um reconhecimento merecido das suas iniciativas, que deve fazer Angola sentir-se homenageada.

Relativamente à participação do Chefe de Estado no debate geral da 76ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, Téte António disse que Angola vai reiterar a defesa da resolução pacífica dos conflitos, entre outros temas de índole multilateral.

“Temos tido encontros e conversações a vários níveis. A parceria está de saúde e penso que esta (também) é a avaliação que os Estados Unidos da América têm feito”, disse o chefe da diplomacia angolana, no quadro da visita a Washington do Presidente da República, João Lourenço.

Disse haver cooperação entre os vários sectores de Angola e dos Estados Unidos da América, daí a presença de alguns ministros angolanos em Washington, integrados na delegação presidencial, para tratar de aspectos relacionados com a diplomacia económica.

Na sua óptica, todas as componentes que caracterizam uma cooperação estratégica estão no bom caminho em relação aos EUA.

A cooperação estratégica entre Angola e os Estados Unidos foi assinada em 2010.

O ministro considerou como “ponto mais alto” da visita do Presidente angolano a  Washington a participação na Gala Anual da Fundação Internacional para a Conservação do Ambiente (ICCF), na qual será premiado pela sua liderança em matéria de conservação ambiental.

“Os Estados Unidos da América têm demonstrado muito interesse no trabalho que Angola tem feito nesse domínio”, sublinhou, lembrando a recente deslocação de congressitas estadunidenses a Angola, particularmente ao projecto Okovango.

Disse que o prémio a ser outorgado a João Lourenço é um reconhecimento merecido das suas iniciativas, que deve fazer Angola sentir-se homenageada.

Relativamente à participação do Chefe de Estado no debate geral da 76ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, Téte António disse que Angola vai reiterar a defesa da resolução pacífica dos conflitos, entre outros temas de índole multilateral.