Movimento juvenil divulga Constituição em Viana

Luanda - Um ciclo de palestras designado “Quinta-feira constitucional, o cidadão e a Constituição” teve início no município luandense de Viana, numa acção do Movimento Nacional dos Jovens Universitários (MNJUA).

A iniciativa tem como objectivo divulgar e comparar a Lei Constitucional de 1975 e a actual Constituição, refere uma nota divulgada esta sexta-feira pelo Movimento, sem fins lucrativos.

No documento, o secretariado municipal de Viana do MNJUA adianta que as palestras visam também levar às comunidades conhecimento sobre a Constituição da República de Angola.

No primeiro ciclo de debates, realizado na comuna de Calumbo, Viana, foi abordado o tema “Uma família, uma Constituição”, que teve como prelector o advogado Gilberto Chivango.

Segundo os organizadores, o prelector “fez uma incursão histórica com destaque para a Revolução dos Cravos de 1974, em Portugal, que culminou com a proclamação da independência de Angola a 11 de Novembro de 1975, permitindo o surgimento da Lei Constitucional”.

Constituído a 24 de Março de 2012, o MNJUA é uma organização de carácter cívico, académico, lucrativos, filantrópicos e apartidária. Tem como objectivo promover e defender os interesses, valores e direitos da classe universitária juvenil.

A iniciativa tem como objectivo divulgar e comparar a Lei Constitucional de 1975 e a actual Constituição, refere uma nota divulgada esta sexta-feira pelo Movimento, sem fins lucrativos.

No documento, o secretariado municipal de Viana do MNJUA adianta que as palestras visam também levar às comunidades conhecimento sobre a Constituição da República de Angola.

No primeiro ciclo de debates, realizado na comuna de Calumbo, Viana, foi abordado o tema “Uma família, uma Constituição”, que teve como prelector o advogado Gilberto Chivango.

Segundo os organizadores, o prelector “fez uma incursão histórica com destaque para a Revolução dos Cravos de 1974, em Portugal, que culminou com a proclamação da independência de Angola a 11 de Novembro de 1975, permitindo o surgimento da Lei Constitucional”.

Constituído a 24 de Março de 2012, o MNJUA é uma organização de carácter cívico, académico, lucrativos, filantrópicos e apartidária. Tem como objectivo promover e defender os interesses, valores e direitos da classe universitária juvenil.