MPLA abre actividades para centenário de Neto

  • Agostinho Neto - Primeiro Presidente de Angola
O Comité Provincial do MPLA no Cuanza Norte abriu hoje(sábado) o programa de actividades em comemoração ao centésimo aniversário natalício do primeiro presidente de Angola, António Agostinho Neto.

Para a estreia do programa, o comité realizou um colóquio que retratou a vida e obra de Agostinho Neto, na dimensão política, económica, social, humanística e poética.

O programa prevê a realização de palestras, visitas a locais de interesse histórico, cultural e turístico, assim como fogueiras de militantes.

As actividades vão até ao dia 17 de Setembro de 2022, data do centenário de Agostinho Neto.

O objectivo destas actividades, de acordo com a segunda secretaria provincial do MPLA no Cuanza Norte, Maria Inácio, é continuar a celebrar o Poeta Maior, difundir as suas ideias e acções como Fundador da Nação.

Agostinho Neto, continuou, é um exemplo a seguir, por seus ideais humanista, solidário e tinha moral.

Para celebrar condignamente a efémeride, o Presidente da República, João Lourenço, criou uma Comissão Interministerial, para a organizar as actividades, coordenada pelo ministro de Estado, Adão de Almeida.

O Colóquio  abordou os temas “Agostinho Neto Poeta Maior”, “Vida e Obra de Agostinho Neto “, “A Dimensão Política, Económica e Social de Pensamento Político de Neto” e o "Profissionalismo de Neto”.

Pedro Tchiangalala Kavela, um dos palestrantes, considerou que Agostinho Neto teve uma dimensão multisectorial e multidisciplinar.

“Neto foi um pensador africano a se ter em conta e por esta razão tem sido objecto de estudo e de tese de doutoramento, sobretudo, nas grandes faculdades de letras, ciências humanas  e sociais”, frisou.

 

Para a estreia do programa, o comité realizou um colóquio que retratou a vida e obra de Agostinho Neto, na dimensão política, económica, social, humanística e poética.

O programa prevê a realização de palestras, visitas a locais de interesse histórico, cultural e turístico, assim como fogueiras de militantes.

As actividades vão até ao dia 17 de Setembro de 2022, data do centenário de Agostinho Neto.

O objectivo destas actividades, de acordo com a segunda secretaria provincial do MPLA no Cuanza Norte, Maria Inácio, é continuar a celebrar o Poeta Maior, difundir as suas ideias e acções como Fundador da Nação.

Agostinho Neto, continuou, é um exemplo a seguir, por seus ideais humanista, solidário e tinha moral.

Para celebrar condignamente a efémeride, o Presidente da República, João Lourenço, criou uma Comissão Interministerial, para a organizar as actividades, coordenada pelo ministro de Estado, Adão de Almeida.

O Colóquio  abordou os temas “Agostinho Neto Poeta Maior”, “Vida e Obra de Agostinho Neto “, “A Dimensão Política, Económica e Social de Pensamento Político de Neto” e o "Profissionalismo de Neto”.

Pedro Tchiangalala Kavela, um dos palestrantes, considerou que Agostinho Neto teve uma dimensão multisectorial e multidisciplinar.

“Neto foi um pensador africano a se ter em conta e por esta razão tem sido objecto de estudo e de tese de doutoramento, sobretudo, nas grandes faculdades de letras, ciências humanas  e sociais”, frisou.