MPLA aconselha militantes a combater males na sociedade

Cuito – Os militantes do MPLA devem posicionar-se na linha da frente no combate a todos os males que afectam a sociedade, para se construir uma sociedade mais justa, mais solidária e inclusiva, advogou hoje, no Cuito, província do Bié, o segundo secretário do partido, Anastácio Severino Sambowe.

Discursando na abertura do II Conselho de Disciplina da Comissão de Disciplina e Auditoria do Comité provincial do MPLA no Bié, disse que males como a corrupção, nepotismo, bajulação, impunidade e outros causaram prejuízos à económica, assim como minou a reputação e a credibilidade do país, nos últimos anos.

O encontro visa dar corpo às orientações saídas do sexto e sétimo congressos ordinários do partido, o reforço do papel dirigente do MPLA, preparar as estruturas para o oitavo congresso, a acontecer em Dezembro deste ano.

Visa ainda a preparação contínua do partido para vencer as eleições gerais do próximo ano.

No evento estão igualmente a analisar o relatório das actividades desenvolvidas pela comissão em 2020, processo de organização e funcionamento das Comissões de Disciplina e Auditoria a todos os níveis, memorando sobre o estado da quotização e contribuições do Partido entre outros.

O evento foi antecedido duma palestra subordinada ao tema “Importância das medidas de biossegurança na prevenção da covid-19”, proferida pelo director provincial da Saúde, João campos, tendo apelado à valorização do uso correcto das máscaras, distanciamento social, lavagem das mãos com água e sabão e outras medidas de prevenção, apesar de estar a decorrer a vacinação.

Com perto de dois milhões de habitantes, desde início da pandemia a província tem o registo de 271 casos positivos, 254 recuperados, 12 activos e cinco óbitos.

Para a campanha, o sector da saúde recebeu 24 mil 750 doses de vacinas. Estão envolvidos 112 profissionais de saúde.

Discursando na abertura do II Conselho de Disciplina da Comissão de Disciplina e Auditoria do Comité provincial do MPLA no Bié, disse que males como a corrupção, nepotismo, bajulação, impunidade e outros causaram prejuízos à económica, assim como minou a reputação e a credibilidade do país, nos últimos anos.

O encontro visa dar corpo às orientações saídas do sexto e sétimo congressos ordinários do partido, o reforço do papel dirigente do MPLA, preparar as estruturas para o oitavo congresso, a acontecer em Dezembro deste ano.

Visa ainda a preparação contínua do partido para vencer as eleições gerais do próximo ano.

No evento estão igualmente a analisar o relatório das actividades desenvolvidas pela comissão em 2020, processo de organização e funcionamento das Comissões de Disciplina e Auditoria a todos os níveis, memorando sobre o estado da quotização e contribuições do Partido entre outros.

O evento foi antecedido duma palestra subordinada ao tema “Importância das medidas de biossegurança na prevenção da covid-19”, proferida pelo director provincial da Saúde, João campos, tendo apelado à valorização do uso correcto das máscaras, distanciamento social, lavagem das mãos com água e sabão e outras medidas de prevenção, apesar de estar a decorrer a vacinação.

Com perto de dois milhões de habitantes, desde início da pandemia a província tem o registo de 271 casos positivos, 254 recuperados, 12 activos e cinco óbitos.

Para a campanha, o sector da saúde recebeu 24 mil 750 doses de vacinas. Estão envolvidos 112 profissionais de saúde.