MPLA apela população a aderir ao registo eleitoral oficioso

  • Cunene: 1^ Secretária Provincial do MPLA, Gerdina Didalewa
Cunene- A primeira secretária do MPLA no Cunene, Gerdina Didalelwa, apelou, sábado, na cidade de Ondjiva, à população a aderir em massa o processo de registo eleitoral oficioso, tendo em vista a realização das próximas eleições gerais.

Falando na XVI reunião extraordinária do Comité Provincial do MPLA, considerou importante que todos participem no processo do registo eleitoral, que teve início no dia 23 deste mês em todo país.

Por outro lado, disse que a reunião serviu para reflectir sobre acções preparatórias do VIII congresso ordinário do MPLA, a decorrer em Luanda, em Dezembro deste ano.

Salientou que a forma de organização e estruturação do partido prevê encontros periódicos concernentes à renovação, tendo em conta a dinâmica própria dos fenómenos sociais, culturais, económicos e políticos.

Para responder a esta organização, lembrou, foram realizados processos orgânicos a partir da base, considerando que MPLA se posiciona como um partido, não só de quadros, mas também de massas.

Depois da convocação do VIII congresso do MPLA deu-se o início a um conjunto de acções preparatórias com destaque para a realização das assembleias de base e renovação de mandatos dos comités de acção e conferências comunais e municipais do partido.

A nível do Cunene, o processo permitiu a realização de duas mil e 125 assembleias de balanços, 20 conferências comunais e seis conferências municipais.

Durante a reunião, os membros do comité provincial analisaram o programa de actividades do mandato de 2021/2026, grau de cumprimento da orientação sobre as contribuições de apoio a X Conferência Ordinária Provincial e ao VIII congresso ordinário.

Falando na XVI reunião extraordinária do Comité Provincial do MPLA, considerou importante que todos participem no processo do registo eleitoral, que teve início no dia 23 deste mês em todo país.

Por outro lado, disse que a reunião serviu para reflectir sobre acções preparatórias do VIII congresso ordinário do MPLA, a decorrer em Luanda, em Dezembro deste ano.

Salientou que a forma de organização e estruturação do partido prevê encontros periódicos concernentes à renovação, tendo em conta a dinâmica própria dos fenómenos sociais, culturais, económicos e políticos.

Para responder a esta organização, lembrou, foram realizados processos orgânicos a partir da base, considerando que MPLA se posiciona como um partido, não só de quadros, mas também de massas.

Depois da convocação do VIII congresso do MPLA deu-se o início a um conjunto de acções preparatórias com destaque para a realização das assembleias de base e renovação de mandatos dos comités de acção e conferências comunais e municipais do partido.

A nível do Cunene, o processo permitiu a realização de duas mil e 125 assembleias de balanços, 20 conferências comunais e seis conferências municipais.

Durante a reunião, os membros do comité provincial analisaram o programa de actividades do mandato de 2021/2026, grau de cumprimento da orientação sobre as contribuições de apoio a X Conferência Ordinária Provincial e ao VIII congresso ordinário.