MPLA e UNIP reforçam visões sobre combate à corrupção

  • Trevor Mwamba, presidente do partido UNIP, da Zâmbia
  • Vice-presidente do MPLA, Luísa Damião (à dir.), recebe em audiência embaixadora do Reino Unido em Angola, Jéssica Hand
Luanda – As estratégias de combate à corrupção, quer em Angola como na Zâmbia, estiveram no centro de um encontro, esta quinta-feira, em Luanda, entre a vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, e o presidente do UNIP, Trevor Mwamba.

À saída da reunião, Trevor Mwamba disse que o diálogo com Luísa Damião foi produtivo, considerando-o uma oportunidade para reafirmar os laços históricos que unem as duas formações políticas.

Disse que o trabalho que o MPLA está a desenvolver actualmente, de combater a corrupção, é um caminho que a Zâmbia procura seguir, salientando que agindo assim, os dois países vão melhorar o nível de vida dos respectivos povos.

“São novos desafios e existe a necessidade de nos comprometermos com a questão da melhoria do nível de vida dos nossos povos”, enfatizou o presidente do Partido Unido para a Independência Nacional (UNIP, na sigla em inglês), Zâmbia.

Neste mesmo dia, a vice-presidente do MPLA recebeu também a embaixadora do Reino Unido em Angola, Jessica Hand, com quem abordou situações inerentes aos desafios impostos pela Covid-19, asim como questões ligadas ao ambiente, com realce para as últimas chuvas que se abateram sobre a capital do país, Luanda, que causaram vários danos.

Em declarações à imprensa, a diplomata britânica vincou que, em Angola, o Reino Unido é um grande doador de vacinas para combate à Covid-19, prometendo trabalhar para que mais pessoas sejam vacinadas.

À saída da reunião, Trevor Mwamba disse que o diálogo com Luísa Damião foi produtivo, considerando-o uma oportunidade para reafirmar os laços históricos que unem as duas formações políticas.

Disse que o trabalho que o MPLA está a desenvolver actualmente, de combater a corrupção, é um caminho que a Zâmbia procura seguir, salientando que agindo assim, os dois países vão melhorar o nível de vida dos respectivos povos.

“São novos desafios e existe a necessidade de nos comprometermos com a questão da melhoria do nível de vida dos nossos povos”, enfatizou o presidente do Partido Unido para a Independência Nacional (UNIP, na sigla em inglês), Zâmbia.

Neste mesmo dia, a vice-presidente do MPLA recebeu também a embaixadora do Reino Unido em Angola, Jessica Hand, com quem abordou situações inerentes aos desafios impostos pela Covid-19, asim como questões ligadas ao ambiente, com realce para as últimas chuvas que se abateram sobre a capital do país, Luanda, que causaram vários danos.

Em declarações à imprensa, a diplomata britânica vincou que, em Angola, o Reino Unido é um grande doador de vacinas para combate à Covid-19, prometendo trabalhar para que mais pessoas sejam vacinadas.