MPLA em Luanda quer respeito pelos simbólicos nacionais

  • Joana Lina   Governadora De Luanda
Luanda- A primeira secretária do MPLA em Luanda, Joana Lina Ramos Baptista, apelou hoje, sábado, o respeito pelas instituições do Estado e simbólicos nacionais.

“Este chamado é para todos os munícipes de Luanda, que a data da Independência deve ser considerada como uma vitória de todos e pertence a todos os angolanos, a seguir ao bem vida é um dos bens mais preciosos”, disse a política à margem da jornada de campo ao município de Luanda, no âmbito do programa “EME em Movimento”, em curso nos municípios da circunscrição.  

Em declarações à imprensa, Joana Lina apontou a liberdade e a auto determinação como sendo factores que permitiram que o país pudesse merecer o respeito na arena internacional.

Joana Lina  apelou para o redobrar da vigilância, para que nada perturbe as comemorações do 11 de Novembro.

Recordou que a data de Independência Nacional é sagrada para todos angolanos e deve ser comemorada com responsabilidade, orgulho e com o espírito de cidadania. 

A também governadora de Luanda considerou de grave os pronunciamentos de dirigentes de partidos políticos que ignoram à pandemia da Covid-19 e incitam ao desrespeito das orientações do Executivo, relativamente ao distanciamento físico, convocando os cidadãos para manifestações.

Relativamente a jornada de campo, afirmou que que nos  comités de acção do partido já visitados, as bases estão sólidas e preparadas para os novos desafios políticos.

  

“Este chamado é para todos os munícipes de Luanda, que a data da Independência deve ser considerada como uma vitória de todos e pertence a todos os angolanos, a seguir ao bem vida é um dos bens mais preciosos”, disse a política à margem da jornada de campo ao município de Luanda, no âmbito do programa “EME em Movimento”, em curso nos municípios da circunscrição.  

Em declarações à imprensa, Joana Lina apontou a liberdade e a auto determinação como sendo factores que permitiram que o país pudesse merecer o respeito na arena internacional.

Joana Lina  apelou para o redobrar da vigilância, para que nada perturbe as comemorações do 11 de Novembro.

Recordou que a data de Independência Nacional é sagrada para todos angolanos e deve ser comemorada com responsabilidade, orgulho e com o espírito de cidadania. 

A também governadora de Luanda considerou de grave os pronunciamentos de dirigentes de partidos políticos que ignoram à pandemia da Covid-19 e incitam ao desrespeito das orientações do Executivo, relativamente ao distanciamento físico, convocando os cidadãos para manifestações.

Relativamente a jornada de campo, afirmou que que nos  comités de acção do partido já visitados, as bases estão sólidas e preparadas para os novos desafios políticos.