MPLA encoraja medidas para estabilidade macro-económica do país

  • Militantes do Partido MPLA durante um acto político
Luanda - O Secretariado do Bureau Político do MPLA encorajou, nesta terça-feira, o Executivo angolano a reforçar as medidas para assegurar a estabilidade macro-económica e financeira do país, apostando no sector social e na diversificação da economia nacional.

Segundo o comunicado final da sessão, o Executivo angolano foi igualmente encorajado a aumentar a produção interna de bens e serviços.

Sob a orientação da vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, o Secretariado do Bureau Político denunciou as campanhas contra a dignidade e honra do Presidente João Lourenço.

De acordo com o comunicado, durante a reunião foi condenando “veementemente” todas as manobras de diversão visando desacreditar as medidas de combate contra a corrupção e a impunidade.

No documento, a que a ANGOP teve acesso, o Secretariado do Bureau Político do Comité Central do MPLA congratulou-se com a efectivação da entrega das carteiras profissionais aos jornalistas angolanos, considerando o facto um marco importante para a valorização e dignificação da actividade jornalística.

Relativamente a vida interna, o Órgão Executivo do MPLA aprovou o plano de realização das missões dos grupos de acompanhamento do Secretariado do Bureau Político às províncias, a ter lugar no mês de Março, com a finalidade de reforçar a capacitação político-ideológica.

Trata-se da capacitação político-ideológica dos quadros envolvidos no processo orgânico do VIII Congresso Ordinário do MPLA, no âmbito da sua preparação para enfrentar e vencer os próximos desafios políticos e eleitorais.

No encontro, foi apreciado a directiva sobre o processo de revitalização das organizações de base da JMPLA, bem como o projecto do Regulamento do Gabinete para a Cidadania e Sociedade Civil do Comité Central do MPLA.

Os membros do Secretariado do Bureau Político foram informados sobre as últimas acções realizadas no quadro do processo de preparação e realização do VII Congresso Ordinário da Organização da Mulher Angolana (OMA).

A 4ª Reunião Ordinária do Secretariado do Bureau Político do MPLA também analisou outras questões relacionadas com a organização interna, na perspectiva de torná-lo mais forte, coeso e dinâmico para os desafios do presente e do futuro.

Segundo o comunicado final da sessão, o Executivo angolano foi igualmente encorajado a aumentar a produção interna de bens e serviços.

Sob a orientação da vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, o Secretariado do Bureau Político denunciou as campanhas contra a dignidade e honra do Presidente João Lourenço.

De acordo com o comunicado, durante a reunião foi condenando “veementemente” todas as manobras de diversão visando desacreditar as medidas de combate contra a corrupção e a impunidade.

No documento, a que a ANGOP teve acesso, o Secretariado do Bureau Político do Comité Central do MPLA congratulou-se com a efectivação da entrega das carteiras profissionais aos jornalistas angolanos, considerando o facto um marco importante para a valorização e dignificação da actividade jornalística.

Relativamente a vida interna, o Órgão Executivo do MPLA aprovou o plano de realização das missões dos grupos de acompanhamento do Secretariado do Bureau Político às províncias, a ter lugar no mês de Março, com a finalidade de reforçar a capacitação político-ideológica.

Trata-se da capacitação político-ideológica dos quadros envolvidos no processo orgânico do VIII Congresso Ordinário do MPLA, no âmbito da sua preparação para enfrentar e vencer os próximos desafios políticos e eleitorais.

No encontro, foi apreciado a directiva sobre o processo de revitalização das organizações de base da JMPLA, bem como o projecto do Regulamento do Gabinete para a Cidadania e Sociedade Civil do Comité Central do MPLA.

Os membros do Secretariado do Bureau Político foram informados sobre as últimas acções realizadas no quadro do processo de preparação e realização do VII Congresso Ordinário da Organização da Mulher Angolana (OMA).

A 4ª Reunião Ordinária do Secretariado do Bureau Político do MPLA também analisou outras questões relacionadas com a organização interna, na perspectiva de torná-lo mais forte, coeso e dinâmico para os desafios do presente e do futuro.