MPLA quer respeito ao Código de Ética e a Constituição

Uíge – Os membros do MPLA no Uíge foram hoje, domingo, exortados a observância do Código de Ética partidária e ao respeito pela Constituição, para uma melhor intervenção política na sociedade.

O apelo foi feito pela coordenadora do Uíge da Comissão de Auditória e Disciplina, Albertina Kujingamongo Muxinda, que apresentou o Código de Ética do MPLA, acrescentando que os membros devem ter o conhecimento do referido documento e disseminar o conteúdo nos 16 municipios, por ser um instrutivo fundamental que rege às normas para o militante actuar na base.

Na ocasião, o segundo-secretário do MPLA na província, Pedro Augusto Conga, referiu que a aprovação do Código por parte do MPLA, demonstra o sentido de responsabilidade do partido em edificar uma sociedade na base de princípios e valores.

O político exortou aos membros que exercem cargos públicos a pautarem por uma postura ética no  exercício das suas funções.