Cidadãos clamam por estradas secundárias no Moxico

Luena - Membros do comité do MPLA no Moxico defenderam, este sábado, a necessidade de se construir estradas secundárias e terciárias na província, para melhorar o escoamento de produtos na região e a mobilidade dos cidadãos.

Reunidos na oitava sessão ordinária que analisou a situação política e económico-social da província, os participantes recomendaram ainda, ao governo, melhorias no abastecimento de água potável, energia eléctrica e na assistência médica e medicamentosa da população.

A preocupação com as vias rodoviárias resulta do facto de a província ter apenas 16 por cento de estradas asfaltadas, o que representa 576 quilómetros, dos três mil e 477 km que compõem a região.

As vias que ligam a capital, Luena, aos demais municípios apresentam um estado avançado de degradação e na época chuvosa são intransitáveis, com excepção de Camanongue.

Os participantes à reunião sugeriram também a identificação de mecanismos que favoreçam a redução do desemprego, com promoção no acesso ao micro-crédito, formação técnico-profissional e equipamento de trabalho, assim como se mostraram preocupados com a subida dos preços da cesta básica.

O encontro decorreu no Luena, sob orientação do primeiro-secretário provincial do partido, Gonçalves Muandumba, que, no final, exortou os militantes a exprimirem de forma aberta as opiniões sobre os problemas vividos pela população, a julgar pelo impacto da covi-19 na economia nacional.

Reunidos na oitava sessão ordinária que analisou a situação política e económico-social da província, os participantes recomendaram ainda, ao governo, melhorias no abastecimento de água potável, energia eléctrica e na assistência médica e medicamentosa da população.

A preocupação com as vias rodoviárias resulta do facto de a província ter apenas 16 por cento de estradas asfaltadas, o que representa 576 quilómetros, dos três mil e 477 km que compõem a região.

As vias que ligam a capital, Luena, aos demais municípios apresentam um estado avançado de degradação e na época chuvosa são intransitáveis, com excepção de Camanongue.

Os participantes à reunião sugeriram também a identificação de mecanismos que favoreçam a redução do desemprego, com promoção no acesso ao micro-crédito, formação técnico-profissional e equipamento de trabalho, assim como se mostraram preocupados com a subida dos preços da cesta básica.

O encontro decorreu no Luena, sob orientação do primeiro-secretário provincial do partido, Gonçalves Muandumba, que, no final, exortou os militantes a exprimirem de forma aberta as opiniões sobre os problemas vividos pela população, a julgar pelo impacto da covi-19 na economia nacional.