MPLA reitera dignificar vida dos antigos combatentes

  • Antigos Combatentes
Luanda - O Bureau Político do MPLA reitera a predisposição do Executivo em continuar a honrar e dignificar a vida de todos quanto combateram e tombaram pela Nação, apostando na protecção e melhoria das condições sociais deste grupo, que celebra hoje a efeméride si dedicado.

Numa mensagem a propósito da data, o partido no poder reafirma a disponibilidade do Executivo, liderado pelo presidente João Lourenço, em melhorar as condições de vida e formação técnico-profissional e integração sócio-económica dos Heróis da Pátria e suas famílias.

Para o partido, “não obstante as repercussões negativas resultantes da pandemia da Covid-19 e da crise económica e financeira que afectam a materialização da Política Nacional do Antigo Combatente e Veterano da Pátria, o MPLA advoga a prioridade de apoios e medidas visando atenuar as dificuldades na vida desses honrados combatentes”.

O MPLA considera que os antigos combatentes, com coragem e determinação, deram tudo de si pela conquista da independência nacional e manutenção da paz, constituindo-se em símbolos vivos da Liberdade e da Democracia da Angola martirizada.

“Em nome dos militantes, simpatizantes e amigos do partido dos camaradas, aproveita a ocasião para exortar a todo o povo angolano no sentido de transformar a comemoração dessa data, numa jornada de consolidação da paz e unidade nacional, tendo por objectivo o reforço do sentido de cidadania participativa e inclusiva”, expressa.

O 15 de Janeiro foi instituído com vista a formalização do reconhecimento do país a todos aqueles que dedicaram parte da sua vida à luta pela liberdade do povo angolano.

 

Numa mensagem a propósito da data, o partido no poder reafirma a disponibilidade do Executivo, liderado pelo presidente João Lourenço, em melhorar as condições de vida e formação técnico-profissional e integração sócio-económica dos Heróis da Pátria e suas famílias.

Para o partido, “não obstante as repercussões negativas resultantes da pandemia da Covid-19 e da crise económica e financeira que afectam a materialização da Política Nacional do Antigo Combatente e Veterano da Pátria, o MPLA advoga a prioridade de apoios e medidas visando atenuar as dificuldades na vida desses honrados combatentes”.

O MPLA considera que os antigos combatentes, com coragem e determinação, deram tudo de si pela conquista da independência nacional e manutenção da paz, constituindo-se em símbolos vivos da Liberdade e da Democracia da Angola martirizada.

“Em nome dos militantes, simpatizantes e amigos do partido dos camaradas, aproveita a ocasião para exortar a todo o povo angolano no sentido de transformar a comemoração dessa data, numa jornada de consolidação da paz e unidade nacional, tendo por objectivo o reforço do sentido de cidadania participativa e inclusiva”, expressa.

O 15 de Janeiro foi instituído com vista a formalização do reconhecimento do país a todos aqueles que dedicaram parte da sua vida à luta pela liberdade do povo angolano.