Nimi a Simbi eleito presidente da FNLA

  • Bandeira da FNLA
Luanda - Os delegados ao quinto Congresso da FNLA elegeram domingo, em Luanda, Nimi a Simbi para o cargo de presidente do partido, com 297 votos.

Em segundo lugar ficou o presidente cessante, Lucas Ngonda, com 276 votos, enquanto Fernando Pedro Gomes foi o terceiro candidato mais votado.

Concorreram ao cargo cinco candidatos, designadamente Lucas Benghy Ngonda, Nimi a Simbi, Fernando Pedro Gomes, Tristão Ernesto e Carlito Roberto, num evento que decorreu sob o signo da reunificação e harmonização do partido, segundo declarações de vários participantes.

Participaram no quinto congresso, que decorreu sob o lema "FNLA unidos na diversidade venceremos", mil 459 delegados e foi realizado em sistema híbrido, presencial e via zoom.

O processo de votação foi antecedido da apresentação aos delegados dos programas de acção de cada candidato.

Para além da eleição do presidente do partido e do comité central, foi igualmente aprovada a estratégia eleitoral para as eleições gerais de 2022, assim como o relatório de contas do comité central cessante.

Em segundo lugar ficou o presidente cessante, Lucas Ngonda, com 276 votos, enquanto Fernando Pedro Gomes foi o terceiro candidato mais votado.

Concorreram ao cargo cinco candidatos, designadamente Lucas Benghy Ngonda, Nimi a Simbi, Fernando Pedro Gomes, Tristão Ernesto e Carlito Roberto, num evento que decorreu sob o signo da reunificação e harmonização do partido, segundo declarações de vários participantes.

Participaram no quinto congresso, que decorreu sob o lema "FNLA unidos na diversidade venceremos", mil 459 delegados e foi realizado em sistema híbrido, presencial e via zoom.

O processo de votação foi antecedido da apresentação aos delegados dos programas de acção de cada candidato.

Para além da eleição do presidente do partido e do comité central, foi igualmente aprovada a estratégia eleitoral para as eleições gerais de 2022, assim como o relatório de contas do comité central cessante.