Edifício autárquico começou a ser erguido no Chongoroi

Benguela - Um edifício autárquico composto por dois blocos, dos quais um para área administrativa e outro para o auditório, começou a ser erguido nesta terça-feira, no município do Chongoroi, província de Benguela, soube a Angop.

A primeira pedra para construção da infra-estrutura, a ser erguida num prazo de oito meses, foi lançada hoje, numa cerimónia orientada pelo vice-governador de Benguela para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, Adilson Gonçalves.

O acto de lançamento foi antecedido da assinatura do auto de consignação, pelo administrador municipal do Chongoroi, Ernesto Pinto, e o arquitecto Hermenegildo Camarada, em representação do ministro da Administração do Território, Marcy Lopes.

A par dessa obra, estão a ser erguidos, também no município do Chongoroi, três edifícios residenciais para funcionários envolvidos no processo autárquico.

Os imóveis, cuja primeira pedra para construção foi lançada em Abril do corrente pela então secretária de Estado para Administração do Território, Laurinda Cardoso, e pelo governador de Benguela, Luís Nunes, visam a acomodação dos futuros técnicos autárquicos.

A obra de construção de apartamentos dos tipos T-0, T-1 e T-2, zonas técnicas, campo multiuso, zona de laser e um parque de estacionamento, está orçada em mil milhão e 105 milhões de kwanzas e tem um prazo de execução de 18 meses.

Na ocasião, Laurinda Cardoso disse que o projecto enquadra-se na estratégia do Ministério da Administração do Território, que visa a acomodação dos técnicos autárquicos nos municípios mais recônditos ou naqueles com carências de infra-estruturas habitacionais.

A província de Benguela testemunhou, em Outubro de 2020, o lançamento da primeira pedra para construção da primeira infra-estrutura administrativa e autárquica do país, no município da Catumbela, pelo secretário de Estado para as Autarquias Locais, Márcio Daniel.

A primeira pedra para construção da infra-estrutura, a ser erguida num prazo de oito meses, foi lançada hoje, numa cerimónia orientada pelo vice-governador de Benguela para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, Adilson Gonçalves.

O acto de lançamento foi antecedido da assinatura do auto de consignação, pelo administrador municipal do Chongoroi, Ernesto Pinto, e o arquitecto Hermenegildo Camarada, em representação do ministro da Administração do Território, Marcy Lopes.

A par dessa obra, estão a ser erguidos, também no município do Chongoroi, três edifícios residenciais para funcionários envolvidos no processo autárquico.

Os imóveis, cuja primeira pedra para construção foi lançada em Abril do corrente pela então secretária de Estado para Administração do Território, Laurinda Cardoso, e pelo governador de Benguela, Luís Nunes, visam a acomodação dos futuros técnicos autárquicos.

A obra de construção de apartamentos dos tipos T-0, T-1 e T-2, zonas técnicas, campo multiuso, zona de laser e um parque de estacionamento, está orçada em mil milhão e 105 milhões de kwanzas e tem um prazo de execução de 18 meses.

Na ocasião, Laurinda Cardoso disse que o projecto enquadra-se na estratégia do Ministério da Administração do Território, que visa a acomodação dos técnicos autárquicos nos municípios mais recônditos ou naqueles com carências de infra-estruturas habitacionais.

A província de Benguela testemunhou, em Outubro de 2020, o lançamento da primeira pedra para construção da primeira infra-estrutura administrativa e autárquica do país, no município da Catumbela, pelo secretário de Estado para as Autarquias Locais, Márcio Daniel.