OMA forma dirigentes municipais

Ondjiva – As primeiras e segundas secretarias municipais da OMA no Cunene aprimoraram, neste fim-de semana, conhecimentos em matéria de política-ideológica, para exercerem com eficácia as funções políticas.

A acção formativa, que abrangeu às coordenadoras municipais das Comissões de Disciplina e Auditoria, serviu para as participantes interpretarem com facilidade os principais documentos reitores da vida da organização.

Na ocasião, o segundo secretário provincial do MPLA no Cunene, Gonçalves Namweya, disse que com o plano de formação 2021/2025, as militantes da OMA serão permanentemente actualizadas em vários domínios, face aos desafios do partido.

Segundo o político, para se alcançar resultados positivos nas eleições gerais de 2022 e nas autarquias locais, os quadros devem participar e contribuir na sua materialização.

“Cada militante deve empenhar-se na mobilização de mais mulheres para o crescimento e fortalecimento das fileiras da OMA e do MPLA”, afirmou.

Gonçalves Namweya falou ainda da necessidade do reforço das acções de sensibilização junto às famílias, para co reforço das medidas de biossegurança contra à Covid-19, de modo a evitar a propagação  da doença, que nos últimos meses tem crescido no país.

Durante o encontro, foram abordados temas como “ideologia política do MPLA, “a liderança nas organizações associadas ao partido”, “funcionamento dos secretariados municipais” e “metodologia de trabalho a adoptar durante um mandato”.

A acção formativa, que abrangeu às coordenadoras municipais das Comissões de Disciplina e Auditoria, serviu para as participantes interpretarem com facilidade os principais documentos reitores da vida da organização.

Na ocasião, o segundo secretário provincial do MPLA no Cunene, Gonçalves Namweya, disse que com o plano de formação 2021/2025, as militantes da OMA serão permanentemente actualizadas em vários domínios, face aos desafios do partido.

Segundo o político, para se alcançar resultados positivos nas eleições gerais de 2022 e nas autarquias locais, os quadros devem participar e contribuir na sua materialização.

“Cada militante deve empenhar-se na mobilização de mais mulheres para o crescimento e fortalecimento das fileiras da OMA e do MPLA”, afirmou.

Gonçalves Namweya falou ainda da necessidade do reforço das acções de sensibilização junto às famílias, para co reforço das medidas de biossegurança contra à Covid-19, de modo a evitar a propagação  da doença, que nos últimos meses tem crescido no país.

Durante o encontro, foram abordados temas como “ideologia política do MPLA, “a liderança nas organizações associadas ao partido”, “funcionamento dos secretariados municipais” e “metodologia de trabalho a adoptar durante um mandato”.