Pesca marítima prepara novas normas de captura

  • Ministro da Agricultura e Pescas, António Francisco de Assis
Luanda - O Ministério da Agricultura e Pescas prepara-se para implementar, este ano, o regulamento sobre a quantidade de captura de pescado e outros produtos do mar nas águas nacionais.

A informação foi prestada à imprensa, esta sexta-feira, pelo ministro da Agricultura e Pescas, António Assis, no final da reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros.

O governante explicou que a nova regulamentação consiste na pesca anual de quatro mil 590 toneladas para o camarão, lagosta, caranguejos e chocos.

Quanto aos peixes cachucho, corvina, garoupa, pescada, roncador e similares, o permitido serão 77 mil e 88 toneladas/ano.

Já para o carapau e a sardinha a cifra permitida será de 298 mil 370 toneladas/ano.

A sessão desta sexta-feira da Comissão Económica aprovou, entre outros documentos, os relativos às medidas de gestão das pescarias marinhas, da pesca continental, da aquicultura e do sal para o ano 2021.

 

 

 

A informação foi prestada à imprensa, esta sexta-feira, pelo ministro da Agricultura e Pescas, António Assis, no final da reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros.

O governante explicou que a nova regulamentação consiste na pesca anual de quatro mil 590 toneladas para o camarão, lagosta, caranguejos e chocos.

Quanto aos peixes cachucho, corvina, garoupa, pescada, roncador e similares, o permitido serão 77 mil e 88 toneladas/ano.

Já para o carapau e a sardinha a cifra permitida será de 298 mil 370 toneladas/ano.

A sessão desta sexta-feira da Comissão Económica aprovou, entre outros documentos, os relativos às medidas de gestão das pescarias marinhas, da pesca continental, da aquicultura e do sal para o ano 2021.