PR considera Igreja parceira para o desenvolvimento

 
  
  • Presidente da República, João Lourenço, reúne-se com líderes religiosos
  • Presidente da República, João Lourenço, reúne-se com líderes religiosos
  • Presidente da República, João Lourenço, reúne-se com líderes religiosos
  • João Lourenço, Presidente da Republica de Angola
Luanda – O Presidente da Republica, João Lourenço, afirmou, nesta segunda-feira, que conta com a  parceria da Igreja no combate à corrupção e à pandemia da covid-19, bem como para o desenvolvimento socioeconómico de Angola.

Ao tomar a palavra, no encontro que manteve com os líderes religiosos, o Chefe de Estado disse que o Executivo continua aberto ao diálogo e vai continuar a trabalhar com todos pelo bem-estar dos angolanos e em prol do desenvolvimento harmonioso do país.

O Presidente João Lourenço destacou que foram retidos todos os conselhos, vindos das autoridades religiosas, sobre a vida social e económica do país, já que a Igreja é fonte de paz, justiça e sabedoria.

“Vamos aproveitar essa sabedoria da Igreja. Com certeza vai ser muito útil para ultrapassar os desafios que o país está a enfrentar”, sublinhou o Presidente.

No Palácio Presidencial, o Estadista manteve um diálogo de mais de duas horas com cerca de vinte líderes religiosos, em torno da situação social e económica do país, bem como das acções em curso no quadro do combate à Covid-19.

No final, os religiosos convidaram o Presidente João Lourenço a participar dos cultos religiosos das distintas denominações, ao que o Estadista deu resposta positiva.

Ao tomar a palavra, no encontro que manteve com os líderes religiosos, o Chefe de Estado disse que o Executivo continua aberto ao diálogo e vai continuar a trabalhar com todos pelo bem-estar dos angolanos e em prol do desenvolvimento harmonioso do país.

O Presidente João Lourenço destacou que foram retidos todos os conselhos, vindos das autoridades religiosas, sobre a vida social e económica do país, já que a Igreja é fonte de paz, justiça e sabedoria.

“Vamos aproveitar essa sabedoria da Igreja. Com certeza vai ser muito útil para ultrapassar os desafios que o país está a enfrentar”, sublinhou o Presidente.

No Palácio Presidencial, o Estadista manteve um diálogo de mais de duas horas com cerca de vinte líderes religiosos, em torno da situação social e económica do país, bem como das acções em curso no quadro do combate à Covid-19.

No final, os religiosos convidaram o Presidente João Lourenço a participar dos cultos religiosos das distintas denominações, ao que o Estadista deu resposta positiva.