PR consternado com morte de João Macedo

  • Presidente da República, João Lourenço
Luanda – O Presidente da República, João Lourenço, manifestou, hoje, em Accra, pesar pela morte do empresário e membro do Conselho Económico e Social, João Macedo, ocorrida esta terça-feira, em Portugal, vítima de um acidente de viação.

“Com profundo pesar, recebi em Accra a trágica notícia do falecimento de João Macedo, distinto membro do Conselho Económico e Social e destacado investidor no ramo da Agro-Pecuária em Angola”- escreve o Chefe de Estado angolano, numa mensagem de condolências.

Na missiva, João Lourenço refere que os seus investimentos estão alinhados com a estratégia de diversificação da economia nacional, definida pelo Executivo.

“Homem de ideias e de trabalho, o finado deixa-nos prematuramente, numa altura em que o Conselho Económico e Social, enquanto órgão de consulta do Presidente da República, continuava a precisar do seu inestimável contributo sobretudo em matérias ligadas à melhoria do desempenho da agricultura em toda a sua cadeia de valor, desde a produção à distribuição no mercado nacional e no segmento da exportação” – exalta.

Para o Presidente angolano, a partida inesperada do conselheiro e produtor João Macedo, no auge da sua entrega à causa de Angola, deixa consternados os seus familiares, amigos e companheiros de acção. “A todos expresso os meus mais sentidos pêsames”, refere nota.

 

 

“Com profundo pesar, recebi em Accra a trágica notícia do falecimento de João Macedo, distinto membro do Conselho Económico e Social e destacado investidor no ramo da Agro-Pecuária em Angola”- escreve o Chefe de Estado angolano, numa mensagem de condolências.

Na missiva, João Lourenço refere que os seus investimentos estão alinhados com a estratégia de diversificação da economia nacional, definida pelo Executivo.

“Homem de ideias e de trabalho, o finado deixa-nos prematuramente, numa altura em que o Conselho Económico e Social, enquanto órgão de consulta do Presidente da República, continuava a precisar do seu inestimável contributo sobretudo em matérias ligadas à melhoria do desempenho da agricultura em toda a sua cadeia de valor, desde a produção à distribuição no mercado nacional e no segmento da exportação” – exalta.

Para o Presidente angolano, a partida inesperada do conselheiro e produtor João Macedo, no auge da sua entrega à causa de Angola, deixa consternados os seus familiares, amigos e companheiros de acção. “A todos expresso os meus mais sentidos pêsames”, refere nota.