PR manteve encontro com filhos de Jonas Savimbi

  • Presidente da República ladeado dos filhos de Jonas Savimbi
Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, concedeu, nesta sexta-feira, em Luanda, uma audiência aos filhos do antigo líder da UNITA, Jonas Savimbi.

Em declarações à imprensa no final da audiência, Durão Sakaita Savimbi, em representação da família, afirmou que o encontro serviu para agradecer a forma como o Chefe de Estado liderou o processo de entrega oficial dos restos mortais do seu pai.

“Viemos dar um sinal forte ao Presidente João Lourenço que teve a coragem política, abertura e humanismo de dar por fim ao processo da devolução dos restos mortais do nosso pai à família”, explicou.

Durão Sakaita, que manifestou a sua satisfação pelo gesto do Presidente angolano, disse que acções desta natureza devem continuar para o bem do processo de reconciliação nacional em Angola .

Logo após a independência de Angola, em 1975, o país conheceu um longo conflito armado que opôs, até 2002, forças do Governo angolano e da UNITA, por divergências políticas.

Jonas Malheiro Savimbi, líder fundador da UNITA, morreu aos 67 anos, a 22 de Fevereiro de 2002, em combate, na região do Lucusse, província do Moxico.

O corpo de Jonas Savimbi esteve, até a transladação em Junho de 2019, para a aldeia de Lopitanga, município do Andulo, província do Bié, sepultado no cemitério de Luena, no Moxico.

O processo de exumação do corpo de Jonas Savimbi começou a 29 de Janeiro de 2019, após a criação de uma comissão de trabalho, pelo Presidente da República, João Lourenço, integrada por membros do governo, do partido UNITA e familiares.

Em declarações à imprensa no final da audiência, Durão Sakaita Savimbi, em representação da família, afirmou que o encontro serviu para agradecer a forma como o Chefe de Estado liderou o processo de entrega oficial dos restos mortais do seu pai.

“Viemos dar um sinal forte ao Presidente João Lourenço que teve a coragem política, abertura e humanismo de dar por fim ao processo da devolução dos restos mortais do nosso pai à família”, explicou.

Durão Sakaita, que manifestou a sua satisfação pelo gesto do Presidente angolano, disse que acções desta natureza devem continuar para o bem do processo de reconciliação nacional em Angola .

Logo após a independência de Angola, em 1975, o país conheceu um longo conflito armado que opôs, até 2002, forças do Governo angolano e da UNITA, por divergências políticas.

Jonas Malheiro Savimbi, líder fundador da UNITA, morreu aos 67 anos, a 22 de Fevereiro de 2002, em combate, na região do Lucusse, província do Moxico.

O corpo de Jonas Savimbi esteve, até a transladação em Junho de 2019, para a aldeia de Lopitanga, município do Andulo, província do Bié, sepultado no cemitério de Luena, no Moxico.

O processo de exumação do corpo de Jonas Savimbi começou a 29 de Janeiro de 2019, após a criação de uma comissão de trabalho, pelo Presidente da República, João Lourenço, integrada por membros do governo, do partido UNITA e familiares.